segunda-feira, 12 de junho de 2017

Quem vencerá: a Cultura ou o Modismo?

Sempre que passeio por esse assunto me dá um frio na barriga. Estou vendo a todo instante a Cultura do povo Brasileiro sendo atropelada pelo rolo compressor do "modismo" travestido de Arte! Foi-se o tempo em que nossos grandes cantores e compositores eram disputados a tapas pelas gravadoras. Hoje, todos eles, com raríssimas exceções, têm de fazer produção independente se quiserem ver um disco seu nas ruas. E digo "nas ruas" porque em 99% (noventa e nove por cento) das rádios eles não vão se ouvir! Quando os grandes empresários japoneses compraram todos (acho) os grandes Estúdios de Hollywood e suas gravadoras, a coisa degringolou de vez: os desenhos animados produzidos hoje, são arremedos horríveis de personagens que tanto nos entretiveram: garotos com olhos descomunais, caras horríveis que, em vez de divertir a criançada, assusta! Quanto às gravadoras, sucumbiram ao poderio econômico da Sony Music. No Brasil é quem detêm o monopólio, juntamente com a Som Livre. Esta última, da Globo, se supera quando o quesito é "produzir lixo" em forma de música: reparem nas chamadas para essa galera do tal "sertanejo universitário", "arrocha" e "forró(??)", os efeitos de palco são iguais para todos. Mudam apenas as iniciais dos nomes de cada um! Alguém explicou que a Som Livre tem um produtor musical para quase todos esses "artistas"! Vejam um exemplo claro de como o "modismo" está asfixiando a Cultura: ontem no Fantástico, quem abriu o quadro dedicado às festas juninas foram a Alcione e o Wesley Safadão. Pois bem: a música escolhida foi "Só quero um xodó", da Anastácia e Dominguinhos. O "Safadão" começou a música NO TOM DELE e, no refrão, a Alcione, com todo o seu potencial e cabedal musical, fez-lhe uma brilhante segunda voz! Perfeito! Aí a banda faz um "floreio" e muda o tom para a voz da Marrom. Na hora do refrão, esperei o "Safadão" devolver a "segunda" à Alcione. Qual o quê! Limitou-se a tentar achar o tom e, no finalzinho, desceu uma oitava para terminarem, os dois, cantando! Entenderam agora a diferença entre Cultura e Modismo? O quê que esses Prefeitos nordestinos querem contratando "sertanejo universitário", "arrocha" e outras baboseiras mais, para os festejos de São João? Ontem, em Campina Grande, a principal atração no palco grande foi o...PABLO!! Não resisti e puto da vida, em frente à televisão, comecei a cantar numa forma de protesto: "Eu me lasquei-iiiiiiiiiiiiiii...Eu me arrombei-iiiiiiiiiiiiiiiiii"!! Puta que me pariu! Não dá pra aceitar. Não sou contra quem curte essa galera. O problema é que nos empurram goela abaixo essa rapaziada o ano todo! Por que no São João temos de ouvi-los? A Elba Ramalho, por falar verdades absolutas, está sendo sacaneada nas redes sociais. Agora, quem está rebatendo os argumentos da Elba e quem a está xingando? Os imbecis que não sabem a diferença de um "LÁ  para um lá"!! Aí, pra complicar, vem um prefeito oportunista e resolve "ouvir os anseios da população" e traz o "circo" para o povo. Mas esse mesmo cretino esquece que, trazendo o "circo" o povo vai continuar sendo platéia e ele o grande "palhaço", com mil desculpas a esses gênios e heróis que sabem, verdadeiramente, fazer Cultura e Arte com seus talentos de Verdadeiros Palhaços, com "P" maiúsculo, deferência que não posso dar a mequetrefes e aproveitadores de palanques eleitoreiros! 
Uma pergunta: na tradicional Festa do Peão de Barretos – São Paulo, você já viu algum forrozeiro tocando? Nem eu!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário