quarta-feira, 12 de abril de 2017

Entornou o "Caldo"!

Fica cada vez mais difícil acreditar na palavra de algum político ou qualquer outra pessoa que ande do seu lado. A mesma coisa acontece com grandes empresas, construtoras e bancos! Parece que até nossa imagem refletida no espelho acusa-nos de alguma safadeza. Acabei de ouvir os comentários finais do Ministro da Agricultura, Blairo Maggi, no quadro "Dois dedos de prosa", no Programa do Ratinho. Não assisti ao bate papo, mas o que o Ministro falou no final me fez rir. Ele falou mais ou menos que  povo brasileiro pode confiar na carne brasileira e pode consumir todos os produtos - cervejas, refrigerantes, grãos, etc.- porque são fiscalizados pelo Ministério da Agricultura! Mas, e quem fiscaliza o Ministério da Agricultura? Sabemos que o rombo da Previdência, se existe, é por conta da não cobrança das dívidas de grandes empresas com o INSS! Sabemos também que o BNDES foi usado para governos ordinários encherem os caixas dessas empresas, com a finalidade de receberem algum "por fora" para se locupletarem ou financiarem suas campanhas! A JBS, por exemplo, deve quase 2 bilhões à Previdência mas a então Presidenta Dilma concedeu financiamento de mais de 20 bilhões com grana do Banco Nacional de Desenvolvimento Social, ou seja, grana do povo!! Gostaria aqui de sugerir a mudança de nome daquele banco; poderia ser "BNDP - Banco Nacional para o Desenvolvimento Pessoal"!! Seria mais apropriado nos dias de hoje! Todos os delatados pelos Executivos da Odebecht negam veementemente o recebimento de "qualquer vantagem indevida"! Pois bem: o princípio da Delação Premiada é a obrigação do investigado falar toda a verdade. Ele sabe que se mentir perderá o benefício da redução e até a substituição da pena em alguns casos. Então; será que o delator vai jogar essa oportunidade fora fazendo acusações levianas e sem provas? Sim, porque o que disserem terão de confirmar com provas! Então, se o Ministro da Agricultura está na famosa Lista de Facchin é porque tem angu para misturar com esse caldo! Aliás, a Odebrech é criativa até na hora de anotar os codinomes nas planilhas. O nosso "garantidor da boa carne brasileira" e Ministro da Agricultura, Sr. Blairo Maggi, está mencionado numa das muitas planilhas da propina como "Caldo"!! Numa clara alusão àquele caldo vendido em cubinhos nos mercados! O Moreira Franco é o "Angorá"! O Deputado Federal da região de Mairi, Daniel Almeida, é o "Comuna"!! E por aí vai! O Portal G1 estampa a manchete: "Delação da Odebrecht: Blairo Maggi (PP) é suspeito de receber 12 milhões"! Bom, se os delatores afirmaram esse valor, certamente terão como provar ou ficarão todos em maus lençóis. Por isso, virou até piada quando um indiciado repete o mesmo mantra: "Não recebi nem pedi nenhum valor ilegal a ninguém e todas as doações da minha campanha foram informadas à Justiça Eleitoral e aprovadas"!! Chega a ser irritante esses picaretas quererem imaginar que ficarão livres da cadeia. Por que tantos outros que juraram de pés juntos que suas campanhas não tiveram dinheiro sujo, como Zé Dirceu e Eduardo Cunha estão presos? Pelo visto, o tal Ministro da Agricultura brasileira não contava com essa denúncia em seu prato de sopa (confiável, segundo ele) temperado com o famoso Caldo Maggi!! Como dizemos na Bahia, "entrou água..."!!

Blairo Maggi, ministro da Agricultura (Foto: Arquivo/Tais Laporta / G1)
Nosso Ministro "Caldo"! Só faltou garantir a qualidade do papelão brasileiro!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário