quarta-feira, 29 de março de 2017

Realmente, a Justiça é cega...e ordinária!!

Vejam o que publicou o site jornaldacidadeonline.com.br:

"Cada dia fica mais difícil a crença em nossas instituições, especialmente no Poder Judiciário brasileiro, em sua imparcialidade, em seus bons propósitos, em sua Justiça.
Nesta terça-feira (28) o Brasil tomou conhecimento de que a ministra do STJ Maria Theresa de Assis Moura, que deferiu o habeas corpus liberando a ex-primeira dama do Rio de Janeiro do xilindró, estava em Paris, na França, no momento em que decidiu a questão.
A revelação foi feita pelo ‘Painel’ do jornal ‘Folha de S.Paulo’ (veja aqui). 
Procurada, a assessoria da ministra confirmou o fato e tentou justificar explicando que a ministra estava em missão de cooperação internacional e ressaltou que a legislação permite a assinatura digital do processo à distância.
A justificativa, por certo com base legal, não convence ninguém e depõe contra a isenção da magistrada. É absolutamente incomum.
Aliás, é um lamentável absurdo.
As autoridades estão, cada vez mais, desdenhando do povo brasileiro.
da Redação".
Voltei:
Será que a Magistrada leu a tal justificativa para que o habeas corpus fosse impetrado? Se ela estava em Paris, quem analisou o pedido de soltura da esposa do Sérgio Cabral? Será que teremos uma Justiça à la Instituto Universal Brasileiro, com respeito a essa excelente Escola, mas só para fazer alusão a uma decisão importante tomada a milhares de quilômetros de distância? Por que os filhos adolescentes do casal de bandidos não podem ficar sem a presença dos pais que por suas únicas vontades  roubaram o povo do Rio de Janeiro? Será que nunca pensaram uma possível condenação? Quando estavam lavando dinheiro nas joalherias chiques do Rio, pensaram que seus filhos poderiam ficar sem suas presenças por estarem na cadeia? Certamente que não! Agora, uma Ministra do Superior Tribunal de Justiça assinar uma sentença pra lá da controversa sem uma análise minuciosa presencial, é de deixar qualquer um explodindo de raiva, justamente porque as outras mães condenadas por crimes insignificantes, se comparados aos da ex Primeira Dama, estão amamentando seus filhos bebês através das grades e, após o "aparte da cria", vão levá-los a uma instituição para serem criados ou mal criados! Serão jogados numa casa absolutamente estranha, com estranhos e, certamente, não terão o carinho da mãe que, mesmo condenada e presa, é MÃE!! Falam que os políticos estão emporcalhando a imagem do Brasil mundo afora; não é verdade: quem emporcalha o Brasil mundo afora são os muitos membros do Judiciário, mancomunados com a escória política do País, num jogo sujo de troca de favores sempre ilícitos! Essa Magistrada, alguns corvos do STF e instâncias menores, sim, são a verdadeira vergonha do País!

Nenhum comentário:

Postar um comentário