quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Comemorar uma morte: Por quê?

A notícia esperada, pela gravidade da enfermidade da Sra. Marisa Letícia, foi dada. Infelizmente ela faleceu! Não compactuo com atitudes mesquinhas, pobres e imbecis, como a de um grupo de médicos que, segundo as redes sociais, brindaram a sua morte! É por demais tenebroso esse sentimento ou ressentimento que vez por outra acomete o ser (des)humano! Quero ver todos os responsáveis pela quebradeira do País na cadeia. Quero ver a devolução da pilhagem feita por essas aves de rapina beneficiando a população. Aí poderei comemorar. Não com a morte de alguém que o maior pecado que cometeu, ao ficar viúva lá atrás, foi ter ido ao Sindicato dos Metalúrgicos em busca de algum tipo de apoio ou reclamar alguns direitos. Quem a atende? O Sr. Luis Inácio da Silva. Conquistador barato e oportunista, tratou de "cercar a viuvinha" e como bom xavecador, conquistou-a. Está no livro do Jornalista José Neumane Pinto, que tem o título de “O que eu sei de Lula"!! Confiram! E agora, como bom ordinário, usa a enfermidade e a morte da companheira para sensibilizar a opinião pública, como se essa mesma opinião pública já não tivesse feito um juízo acertado sobre esse escroque! No Facebook, dezenas de "amigos" da família tratam D. Marisa como “a grande mentora do Lula na fundação do PT e da CUT, como militante ativa!, etc. e etc. Duvido! Noutro post o Lula aparece elogiando-a como "companheira de todas as horas..."!!! Que safado! Como ela pode ser "companheira de todas as horas" se ele mantinha em tempo integral, duas amantes que eram financiadas com o dinheiro da Nação? Sinto por ela sinceramente. Na minha opinião ela foi mais uma vítima do Lula. Não me compadeço com o possível sofrimento, que duvido existir, por parte dele. Oportunistas não perdem a chance de tirar proveito de qualquer situação! E ele está fazendo isso: tenta ainda creditar o infortúnio da esposa, provocado por ele, ao Juiz Sérgio Moro, como se a Lava Jato fosse culpada! Ora, por que a Lava Jato passou a existir? Quais acontecimentos obrigaram a criação dessa Força Tarefa? Portanto, se D. Marisa vai ou não ser punida na Eternidade eu não sei. O que sei é que, grandes ou pequenos deslizes que porventura ela tenha cometido, tiveram como seu Norte o seu Livre Arbítrio! O que de bom ou ruim que ela possa ter feito, foi escolha sua. Talvez a única NÃO escolha de sua vida pode ter sido a de se unir a um grande farsante e falsário! Que Deus se apiede da sua alma!

Nenhum comentário:

Postar um comentário