sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Hoje eu não vou xingar!!

É difícil aguentar a ansiedade de semear um sem número de palavrões contra os "donos" do Brasil. Mas vamos lá: vi uma matéria ontem dando conta de que um certo Tribunal de Justiça pagou R$11 mil reais de salário para um funcionário com a ocupação absolutamente relevante de..., lavar carros! A função em tem sim sua relevância. Agora, pagar onze mil de salários para uma função dessas, é de doer. Só pra traçar um paralelo, minha função no Estado da Bahia como Motorista Oficial tem a "relevância" de atuais (25/11/2016) R$788,06! Isso mesmo: menos que o salário mínimo, portanto! O que faz duas atividades tão distintas terem remunerações tão díspares? A resposta pode ser uma só: "Você não é do Judiciário"! Certamente se eu fosse de lá, como Motorista Oficial estaria na casa do 30 ou 40 mil reais de salário! Continuo achando que quem está quebrando o Brasil é o Judiciário! Por dois motivos: lentidão no julgamento de processos envolvendo grandes bandidos e conivência recíproca: um ampara o outro e os salários absurdos para funções mais absurdas ainda. Mas, como prometi não xingar, vamos adiante. O inferno astral do Brasil parece ter se perpetuado: ainda bem não tiramos uma lástima administrativa da Presidência, já precisamos faxinar, DE NOVO, o Planalto Central!! Foi colocado no lugar do "poste lulista" um "Gavião" com ares de "Pavão"! E olhe que pelo estado civil até que dá pra aceitar. Mas o sujeito, com cara "bexiguenta", parece-se com um Gavião não pelo seu porte imponente, bonito! Parece justamente pelo seu lado rapina, destruidor. Juntamente com seus parceiros que cometem "deslizes" em vez de crimes, quer aprovar ou, pelo menos, tentar aprovar a "oficialização" do banditismo no Brasil. Em sintonia com os presidentes das "Casas de Luzes Vermelhas" do Planalto Central e mais algumas não menos "pecaminosas" que se avizinham, tenta levar o País para a desonra total. Estava vendo ainda há pouco o Augusto Nunes, de Veja, dizendo mais ou menos que o percentual de Deputados Federais que efetivamente querem o combate à corrupção, chega a quase zero por cento! Ontem, no Facebook, tomei conhecimento de uma Carta/Manifestação pública do Juiz Federal Sérgio Moro, onde ele alertava para o perigo que seria aprovar a impunidade do "caixa dois", o que poderia beneficiar, sobremaneira, políticos com dinheiro recebido diretamente de propina e que poderiam simplesmente declarar ser "caixa dois" e, assim, ficarem eternamente e por todo o sempre, impunes! Compartilhei essa postagem e coloquei, como observação, que meu medo era de que os "zelosos" da Democracia e da decência, como basicamente ele colocou, não passassem de 1%, porque os outros 99% eram vagabundos, parodiando uma música que se diz forró ou sertanejo universitário, sei lá que porcaria é! Ops! Desculpem o pequeno deslize! Mas a melhor do dia ou do fim de semana vem do Rio de Janeiro, DE NOVO: um Deputado Estadual sugere que, para tirar o Rio do sufoco, os pobres passem a comer de dois em dois dias! É: dia come "quase nada", outro "nada  come"! Assim, segundo o "grande parlamentar carioca", as finanças do Estado estariam sanadas e recuperadas! Aí abaixo a "grande e inovadora solução" apresentada:

“Não se pode cruzar os braços e deixar as pessoas com fome. Se não dá para chegar ao ideal de manter os R$ 2, coloca um valor que pelo menos… nem que comam de dois em dois dias…”, disse Pedro Fernandes, ao se referir ao preço de R$ 5, segundo reportagem do Jornal Extra.

Nota:  R$ 2, é o valor pago por uma refeição nos Restaurantes Populares da cidade!

Nenhum comentário:

Postar um comentário