terça-feira, 21 de junho de 2016

Rio 2016: mais um símbolo abatido!!

O primeiro símbolo brasileiro abatido pela gana de políticos corruptos em roubarem o erário público foi a Ética: violentaram-na, aviltaram-na de todas as maneiras e formas, em troca de um punhado de dólares! Até uma construção simples para veículos absolutamente leves, teve roubalheira: a tal Ciclovia Tim Maia. Aliás, gozadores de plantão descobriram que o trecho desabou quando a Dilma foi dar umas "pedaladinhas" básicas por lá! Não duvido, mas falta a confirmação. Outro símbolo brasileiro que foi roubado descaradamente pelas "otoridades" olímpicas, principalmente do Rio de Janeiro, foi a nossa Esperança! Até pensávamos e torcíamos para que, com tantas investigações em curso por causa da roubalheira da Copa 2014, esse evento olímpico fosse dar sinais de que os bandidos haviam entendido a mensagem de alguns segmentos da Justiça brasileira. Qual nada!! A crença na impunidade continua campeando todos os segmentos do País. Junto com a Esperança foi-se também um dos maiores símbolos que temos: a Vergonha! Desnudaram-na e a prostituíram de tal forma que até Países da Oceania produziram vídeos sacaneando conosco. E nossa Vergonha cai por terra quando temos de admitir que o vídeo, por mais duro que seja, é real. Muito real. Se não bastasse a gastança para um "pau com fogo na ponta", como disse um humorista, percorresse um País quebrado até a alma, idiotas inventam de levar essa maldita tocha para um campo de treinamento do Exército Brasileiro na Amazônia, e, como perfeitos imbecis - autoridades do Comitê (des)organizador dos jogos e outras autoridades não menos idiotas do Exército, fazem a exposição de um animal silvestre, símbolo da Amazônia, portanto do Brasil, num furdunço promovido por sem-noções, que, além de uma brutal deselegância com a apresentação do animal, SILVESTRE e acorrentado para o mundo todo, não tiveram a habilidade de devolver o animal ao seu espaço ou ao espaço a ele destinado. Solução: atiram e matam o animal que não pediu pra ver porra de tocha nenhuma, não pediu pra ser acorrentado e nem pediu pra ser exibido pra idiotas. Se Juma gostasse de ser exibido não nasceria nas matas mais fechadas. Nasceria numa maternidade de luxo, como os hospitais frequentados pela nata da política brasileira! Quero dar os Parabéns ao Governo Federal, ao Governador do Rio de Janeiro que conseguiu decretar estado de calamidade pública às vésperas dos tais jogos, ao Prefeito esnobe Eduardo Paes e, por último, ao Exército Brasileiro, de Manaus, que, em nome da proteção da integridade física da "equipe", atirou e matou o Símbolo que momentos antes era mostrado como um troféu! Agora o Comandante da unidade militar pode tirar o couro do Juma ou cortar-lhe a cabeça para exibir esse "troféu" na parede da sua casa, como fazem os caçadores ingleses! Parabéns a todos vocês! Em matéria de abater e aviltar nossos Símbolos vocês são nota 10!!

2 comentários: