segunda-feira, 13 de junho de 2016

Brasil 7 x 1?

Esperei hoje o dia todo, ouvindo um aqui, outro ali, sobre a "grandiosa" partida de ontem, da nossa Seleção Canarinho, a seleção Pentacampeã do mundo, e que deve ter levado o Galvão Bueno, em alguns momentos, a ter orgasmos múltiplos nas suas transmissões. É mais um que ajuda a enterrar o nosso futebol. Todo mundo aproveita pra colocar a culpa no Dunga. Não concordo. A pergunta certa seria: Dunga tem realmente autonomia pra convocar e escalar a Seleção? Não tem! A pior desgraça do nosso futebol está atrás de microfones e câmeras de algumas Tvs e dentro da CBF. Tem um ou outro cartola das federações estaduais mas são porcos pequenos. A pior desgraça que aconteceu ao nosso futebol foi aceitar patrocínio para a seleção brasileira. Quando o time não tinha patrocinador, lá nos tempos dos militares, lembram?, dava pra comparar? Todo mundo sabe, por exemplo, que o Ronaldinho "Fenômeno" do Galvão, quando entrou em campo na Copa da França e tomamos três do Zidane, os colegas disseram que ele tivera convulsões no hotel e no vestiário, mas o que foi mesmo foi "convulsão" de amor. Relatos contam que ele havia flagrado sua namorada aos beijos com um repórter de outra Tv. Mas a tal Nike, patrocinadora do "Fenômeno", exigiu sua escalação. E todos lembramos de como ele entrou em campo: literalmente puxado pelos companheiros. O papel do Galvão é endeusar esses jogadores pra colocá-los no topo da valorização. Não sei se é verdade mas contam que o Ronaldinho, quando foi transferido para o exterior, deu de presente ao Galvão, uma Ferrari!! Pois é: o locutor colocou o cara no topo e nada mais justo que ser recompensado. E que recompensa!! Pesa também, sobre os ombros do treinador Wanderlei Luxemburgo, acusações de que ele escolhia quem escalar para valorizar o passe e assim ganhar também "uma ponta"! Muitos fazem assim. Por essas e outras é que estamos humilhados desde a Copa que sediamos. Não é o Dunga o responsável pela desastrosa trajetória da Seleção. O mesmo treinador que ganhou uma Copa do Mundo, tomou, em outra Copa, dentro de casa, 7 x 1!! A estupidez do Galvão Bueno no jogo contra o Haiti, levou o locutor a afirmar que o Haiti estava se sentindo "honrado em jogar contra o Brasil"! Disse também que o Juiz da partida estava "se sentindo honrado em apitar um jogo da Seleção Brasileira"! Quem assistiu aquele jogo ouviu muito bem! Sete a um no Haiti, ora, voltamos ao topo! Somos imbatíveis..., até encontrar o Peru. "Ah! O gol foi ilegal. Foi de mão! Juiz roubou o Brasil..."!! Pois bem: foi só um gol que o Peru fez de mão. Mas, cadê os 7 que fizera no Haiti? Tá bom: pelo menos três teriam de fazer. Afinal, quantas partidas o Peru já ganhou do Brasil? O problema amigo, é que todas as seleções têm hoje, uma base fixa de pelo menos 7 ou 8 jogadores. E o Brasil, qual o time base? Nenhum! Apenas 2 ou 3 jogadores fizeram mais de 4 partidas juntos. O resto era só experiência. Experiências por força de patrocinadores, preocupados em valorizar seus atletas para venderem cada vez mais caros e o País que representam, que se dane. Por isso, adoraria que a Seleção Brasileira ficasse fora da próxima Copa do Mundo. Aí você me pergunta: "Você é contra o Brasil"? Claro que não! Sou tão a favor que torço para esse tropeço pra ver se os poderosos percebem o mal que fazem ao nosso Futebol. Mas, estão tão cegos pela cobiça que nunca enxergarão. Vai ser duro assistir, de camarote, a queda vertiginosa da nossa Seleção. Se não acordarem, chegará o dia em que veremos o placar Haiti 7 x 1 no Brasil. Duvidam?

Nenhum comentário:

Postar um comentário