segunda-feira, 4 de abril de 2016

O Supremo "acovardado"?

Estamos, ao que parece, cegos!! Só enxergamos o impeachment da Dilma, a cassação do Eduardo Cunha, o indiciamento do Aécio, a posse do Lula na Casa Civil, a ascensão do Temer à Presidência da República (que Deus nos livre!!!), etc. Estamos cegos em só querermos ir pras ruas vestidos com as cores do Brasil e reclamar dos "vermelhos" queimando a Bandeira do Brasil em plena via pública, sem que nada aconteça. Estamos cegos quando criticamos veementemente o Ricardo Levandowski, o Dias Toffoli, o Teori Zavascki e/ou o Marco Aurélio Melo, parente do Collor. Estamos cegos ao clamarmos por intervenção das Forças Armadas, que certamente não intervirão porcaria nenhuma. Infelizmente, acho que as FFAA estão alinhadas com o pensamento do Governo Federal, ainda mais com o absurdo de um comunista do PCdoB a lhes comandar! Só se houver uma insurreição! Apesar da nossa cegueira, todas as críticas a essas figuras e gestos, estão certas. Não se admite que uma Suprema Corte se transforme na Senzala da Casa Grande, como está, pela minha ótica, hoje. Apenas nos esquecemos de um detalhe importante: nós e todos os políticos de Brasília, que só querem ver o circo pegar fogo pra ver se sobra algum holofote para iluminar suas caras de madrepérola! Nenhum Deputado Federal ou Senador, nenhum movimento anti corrupção ou coisa que o valha, conclamou a população a ir às ruas para efetivamente cobrar mudanças imediatas no critério de escolha dos Ministros do Supremo, dos Ministros dos Superiores Tribunais de Justiça e Eleitoral! Parece que todos esqueceram que esses "intocáveis" são indicados pelo Executivo que, no caso atual, tem maioria no Congresso, portanto, a indicação é mera pró forma! Será fatalmente confirmado no cargo, após uma palhaçada com nome de "sabatina"! Tudo jogo de cena para dar legitimidade! Isso é tão absurdo e danoso como o financiamento privado de campanha! Imagine se eu saio candidato a prefeito de Mairi e você, meu caro leitor, financia minha campanha. Pra quem você acha que vou direcionar alguns benefícios? No caso do Legislativo ainda é pior, porque seus membros vão simplesmente legislar tentando beneficiar direta e eternamente quem os financiou! Lembrando um personagem de um programa de humor, "se eu estiver errado, me corrija"!! Para haver realmente independência do Judiciário, notadamente nos Tribunais Superiores e no STF, é necessário que a eleição dos seus membros seja feita através dos Magistrados de todo Pais. Deve haver um Conselho Nacional dos Magistrados ou até mesmo o Conselho Nacional de Justiça e a OAB, que poderiam ser os responsáveis pela inscrição e votação dos candidatos às vagas dos Tribunais citados acima, levando-se em conta a análise criteriosa de sua vida pregressa como pessoa e como Juiz! Essa coisa de Presidente indicar Ministro, dá sempre nessa confusão, onde muitas pessoas acham que o Ministro Teori Zavascki, assim como Dias Toffoli e o próprio Levandowski agem em benefício da Presidente Dilma e do ex Presidente Lula! Se por acaso estiverem agindo dentro da lei, ainda assim, por terem sido indicados por eles ou por qualquer outro Presidente, a população sempre desconfiará da imparcialidade de seus despachos. A Suprema Corte, então, não estará acovardada, como disse o Lula: ela estará amarrada e agradecida ao Executivo, devendo-lhe, portanto, subserviência pela eterna gratidão da maioria dos assentos daquela Casa! Simples assim!

Nenhum comentário:

Postar um comentário