terça-feira, 22 de março de 2016

A pressa nos derruba!

Estamos vivendo ultimamente um clima de caça às bruxas sem precedentes. Até o nosso dia a dia doméstico parece ter mudado, por causa da influência dos últimos acontecimentos. Agora, por qualquer coisa, gritamos "Fora... Fora...! Ladrão! Corrupto! Esquerdopata! Direita Fascista...!", etc. Não paramos para fazer uma análise mesmo que superficial dos fatos e de suas consequências. Isso pode nos levar, se não à cadeia por difamação, a um constrangimento enorme. Não existe nada pior do que você agir de modo precipitado quando ouve uma "notícia" e, no afã de propagá-la ou de combatê-la, sair por aí gritando palavras de ordem ou promovendo a desavença entre as pessoas. Estamos vendo isso todos os dias no Brasil. De um lado, os defensores da punição exemplar para os membros do PT e aliados! Do outro lado, os governistas lançando mão de artifícios condenáveis, com a intenção de confundir e ludibriar as pessoas, justamente por saberem que a coisa está polarizada de tal forma, que se alguém disser que "Jesus Cristo acabou de chegar ao Brasil", vão se reunir "os contras" para, em passeata, gritarem "Fora traidor! Fora fascista! Fora Coxinha", e outras coisas mais. Ninguém está preocupado minimamente com a análise dos fatos. Noticiaram, começam as brigas. O mais engraçado é que nenhum, mas NENHUM partido mesmo, pode jogar pedras no PT. Seria bom e espero que assim seja, que a Lava-Jato fizesse uma faxina rigorosa em todos os partidos e em todas as administrações, principalmente Estaduais e Federal, para poder "passar o Brasil a limpo", como diz o Boris Casoy. Porém, tenho uma pergunta: se todos os corruptos da situação e da oposição forem punidos, quem ou quais frentes se apresentariam como opção de voto? Hoje, exatamente hoje, 22/03/2016, quem pode se apresentar como boa opção para governo da Bahia, por exemplo? E no âmbito Federal, quem poderia assumir a Presidência da República com firmeza e lisura? Qual o nome que poderia ser uma boa opção? Não temos, em nenhum dos dois casos, infelizmente. Por isso, antes de sair por aí destilando veneno ou atiçando a fogueira da discórdia, lembre-se de, primeiro, averiguar até onde a notícia é verdadeira. Um bom exemplo dessa precipitação maldosa, foi a falação da retirada ontem dos toldos da Feira-Livre de Mairi, pela empresa que é proprietária. Por onde se passava, o comentário feito por algumas "viúvas" do antecessor, era de que o Prefeito não tinha pago o aluguel dos toldos e a empresa os recolheu. Sequer confirmaram a notícia ou buscaram esclarecer. A ideia do quanto pior melhor, parece habitar diuturnamente a cabeça de algumas pessoas. Hoje pela manhã, novos toldos estavam sendo instalados na área, visto que, com o término da vigência do contrato, outra empresa ganhou essa nova licitação. Gostaria de ver e vou tentar encontrar, algumas das pessoas que mais comentavam em tom de chacota a retirada dos toldos. É preciso cautela na vida, porque existem coisas que não retornam: A palavra dita e a pedra atirada, por exemplo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário