domingo, 3 de janeiro de 2016

2016: Ano Novo, músicas(??) velhas!

Sem polemizar, mas não entendo como músicos com a qualidade dos daqui insistem na manutenção de um repertório de gosto pra lá de duvidoso! Ok! É o que está sendo consumido, a galera gosta, "o artista tem de ir aonde o povo está", etc. etc. Concordo. Agora, por que será que quando participei do modismo da minha época ninguém reclamava de monopólio de estilo ou ritmo? Quem, como eu, nasceu na década de 1950 viu ao mesmo tempo o nascimento da Bossa Nova, Jovem Guarda, Tropicália, Movimentos Hippye e Rastafari, Rock'n Roll, etc., e todas as tribos curtiam seus respectivos espaços e sons sem as apelações ordinárias que vemos hoje. Até dupla sertaneja(?) consagrada está apelando, quando canta a pérola "Vai tomando cuba, vai tomando cuba, vai tomando cuba que a cerveja vem..."!! E o que dizer dos que desfilam pelo Pagode Baiano? Com raríssimas exceções dá pra se ouvir um ou outro! Ontem à noite, festa da CDL Mairi e alguns amigos tocando alternadamente, claro, Mas a pior surpresa veio quando um deles subiu ao palco pra cantar como grande sucesso "Meu pai é foda, eu sou fodinha"!! Será que se alguém chegasse na sua casa e falasse um monte de putaria na frente da sua mãe, ele aceitaria? Não é mais questão de gosto, porque cada um gosta da merda que quiser! É questão de respeito! Respeitar as pessoas, novas ou velhas é um ensinamento que parece fora de moda no seio da família brasileira. Estamos, como bem disse a Lya Luft num artigo seu da Veja, "numa nau à deriva"! Não temos mais Capitão. Nem o Capitão Gancho nos salvará dos ratos que tomaram conta dessa Nau. E a reboque, vem as ideias em forma de projetos(?) dos degenerados do PSOL e PCdoB, querendo que criança de 10 ou 12 anos decida se quer ou não mudar de sexo, culminando com a extinção de Gênero (Masculino e Feminino), onde cada um vai no banheiro que quiser, a hora que quiser e com quem quiser! Dá nisso: uma nova geração de "artistas" que vão enganar as gerações que estão chegando, como aconteceu com a minha geração, aonde nos orgulhávamos das belas músicas do Chico Buarque, por exemplo, e mal sabíamos que a intenção dos "intelectuais" brasileiros, na sua grande e esmagadora maioria, era se apropriar do meu e do seu dinheiro, quando no poder estivessem! Você se espanta quando vê a corrente dos puxa sacos aumentando? Você se espanta quando a Cláudia Leite recebe 4 ou 5 milhões para "divulgar" seu novo disco, como se a divulgação pela Globo/Som Livre deixasse a desejar! Queria eu ter um disco gravado na Som Livre!! Através da Lei Rouanet, estamos possibilitando a transferência da "Claudinha" para Nova Iorque e do Chico Buarque para a Cidade Luz para um charmoso "café na calçada", com um elegante sobretudo por causa do frio francês! De Paris, certamente ele e o grupo de parasitas devem gargalhar "Je suis PT"! Enquanto isso, vamos ouvindo que "meu pai é foda" e "na pop 100 ela empina o bumbum"!! "Je suis" babaca mesmo!! O grande barato é que nossos novos "artistas" não serão lembrados como acham que vão ser. Sabem o porquê desse desabafo? Precisaria estar no hospital em Feira de Santana, hoje, domingo, às 7:45 da manhã para uma ressonância magnética da coluna lombar. A praça aonde o evento aconteceu é perto da minha casa. Pra piorar, o som estava voltado pra ela. Quem esteve ou está em Mairi nesses últimos dias sabe o calor infernal que está fazendo! Logo, como dormir? Não tem jeito: ficamos acordados e às 4:30hs da manhã viajamos. Ocorreu tudo bem, afora o sono. Mas tenho de reconhecer: os caras são foda. Eu é que sou fodinha!! kkkkkkkkkkk. Se puderem, tenham um feliz 2016!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário