sábado, 12 de dezembro de 2015

As minhas (grandes) decepções!!

Prometo que essa postagem não terá momentos raivosos ou xingamentos. Quero, com toda serenidade, desabafar e tentar mostrar o tamanho da minha decepção com o nosso Brasil Político. Hoje, sou totalmente contrário à permanência do PT e seus aliados à frente do País. Isso é público e notório! Ora, se um cara da estirpe do Dr. Hélio Bicudo, fundador e agora ex partidário do PT se decepcionou com a legenda, imaginem uma Zé da Silva como eu. Tinha muita esperança nas mudanças que eu achava que seriam necessárias! Coisa de jovem influenciado por belos discursos e tantas propostas "sensacionais" para "libertar" o País! Num determinado momento da minha juventude, eu e Robinho de Agostinho chegamos a arquitetar a fundação do PT aqui em Mairi. Éramos, como disse, jovens com toda garra e energia que os "revolucionários" souberam tão bem canalizar para serem ajudados no seu propósito nefasto de futuramente achacar o País e subjugar a Nação. Infelizmente conseguiram bem mais que isso: eu diria que até a dignidade do brasileiro está sendo roubada. Já falei aqui do quanto acreditei no Lula e em toda alta cúpula do partido. Meu Deus: "aqueles eram os homens perfeitos para governarem o meu País", repeti muitas vezes esse mantra pra mim mesmo, em pensamento. Veio a posse de Lula e a apoteose por mim vivida! Chorei muito nesse dia: felicidade, orgulho e até mesmo vingança, eram os sentimentos que me vinham no momento do desfile em carro aberto, que felizmente quebrou dando um aviso a todos nós, mas que, embevecidos que estávamos, não nos demos conta. Como Funcionário Público Estadual, estava sob o chicote de Paulo Souto, recebendo   como salário base menos que um salário mínimo há um ano e meio. Portanto, IN-CONS-TI-TU-CIO-NAL!! Veio então a campanha política e, apesar dos quase trinta pontos percentuais de vantagem sobre o Jacques Wagner, o Paulo Souto sofreu, ainda no Primeiro Turno, a mais humilhante das derrotas. E meu voto contribui para essa surra. Vibrei com a vitória do petista só até sua posse em janeiro. Aí passei mais um ano e meio recebendo menos que um salário mínimo de salário base. Ou seja, troquei seis por bilhões de dúzias, visto que a partir daí a hegemonia petista tomou conta do País. Fico triste quando confirmo outra previsão minha, antes dos escândalos envolvendo o PT, que foi a tão alardeada transposição do São Francisco, projeto de comecinho do governo Lula. Cheguei a comentar que essa pressa em transpor as águas do Velho Chico, sem uma total revitalização das suas matas ciliares e de seus afluentes, o famoso e poético rio corria o risco de morrer. Sem a necessária revitalização e o afastamento da agricultura familiar de suas margens, o cenário seria de rio cada vez mais raso pelo assoreamento (areia e terra levadas pelas enxurradas para o seu leito) e, portanto, fadado à morte. Para se fazer essa transposição, seria necessário um trabalho de recuperação desde a sua nascente até sua foz, num período de no mínimo 50 anos (projeções feitas por especialistas!). Qual nada!! Isso era muito tempo para quem tinha pressa de se perpetuar no Poder. Começaram os trabalhos e agora estamos vendo que antes das águas escorrerem pelos canais, as verbas da obra escorreram primeiro pelos vários ralos da roubalheira que se institucionalizou no Brasil. E volto a lembrar quando falei que era castigo demais o Nordeste morrer de sede, justamente pela gana de Poder de um nordestino que entende, ou entendia, tudo de seca e fome!! Pois sem água, não só de sede poderemos morrer! É isso: esse desabafo é porque o sentimento de brasilidade está quase recebendo a extrema unção, quando vejo, por exemplo, Magistrados que poderiam se unir ao Juiz Sérgio Moro e o Ministério Público Federal para fazerem um cerco intransponível e aprisionar os delituosos para investigação e punição, advogando em defesa de corruptos devidamente culpados pelas provas incontestes apresentadas! Então, se a Justiça sabota a Justiça, como serão os dias que hão de vir?

Nenhum comentário:

Postar um comentário