domingo, 29 de novembro de 2015

Um "Altas Horas" que valeu!!!

Resultado de imagem para fotos de fábio júnior

O "Velhinho" continua um show!



Resultado de imagem para Fotos de Laura Pausini
A Bela e bem humorada Pausini!
Finalmente, posso dizer que não perdi minha noite de sábado, no que se refere à televisão aberta! Por pura falta de opção e de sono, assisti ao Altas Horas. Pela primeira vez o programa do chato Serginho Groisman esteve perfeito: os convidados musicais Fábio Júnior e Laura Pausini deram um show!
Primeiro, a Laura se mostrou absolutamente descontraída e brincou muito com o público e o Serginho. Falaram da sua primeira aparição na Tv brasileira, no programa da Hebe Camargo e o Altas Horas mostrou um sem número de clips das muitas vezes que a cantora italiana veio ao programa. Cada vez foi um divertimento só! Numa dessas vezes, também foi a estréia da Sexóloga Laura "não sei das quantas" (kkkk), até hoje no programa e também estava a "doida" da Ivete Sangalo. Já dá pra ter ideia do que saiu! Foi muito legal! Na platéia de ontem, havia um rapaz que fora abandonado, quando criança, num orfanato. Quando o Serginho o chamou, apareceu um rapaz negro, de porte elegante e voz marcante, exatamente como o Emílio Santiago. Contou que uma família americana, no Brasil, trouxe ao orfanato uma coleção de mais de trinta LPs desde Milton Nascimento e Caetano Veloso a outros grandes nomes da música americana. Ele disse que ouvia e ouvia essa coletânea, por pura falta de outra atividade na casa de acolhimento. Partiu daí o gosto pela música. Aos 17 anos virou "lanterninha" de um cinema mas, por causa da sua voz extremamente grave, foi convidado para fazer a propaganda da "pipoca", vendida na entrada. Foi sucesso. Disse ter se tornado cantor e mandou, com a banda do programa, Palco, de Gilberto Gil, de forma brilhante. Enquanto o rapaz contava sua história, as câmeras mostravam em flashes a Laura Pausini chorando. No final, o rapaz recebeu um abraço demorado da cantora. O Fábio Júnior, convidado especial do programa, deu um show, como sempre: excelente banda e o repertório escolhido com esmero. Ao ser pedido pra cantar Pai, seu primeiro grande sucesso, no final de sua apresentação ele atendeu ao pedido insistente do Groisman e, antes de cantar, contou o motivo que o fez escrever aquela música, Foi uma barra o que ele enfrentou quando jovem, por causa da má convivência dos seus pais. Ele contou que era uma barra pesada mesmo. E isso o fez sair de casa e morar sozinho. Chorou, claro, porque essas histórias sempre mexem muito com quem as vive. A Laura Pausini cantou com o Fábio Júnior "Alma Gêmea", ponto máximo para sua capacidade de improvisar, visto que ela não sabia a letra, justamente pelo seu vocabulário reduzido do nosso idioma. No final, perguntando o que era "laranja" (a música fala da "metade da laranja..."), depois que ela entendeu, riu e disse que colocaria o nome da fruta numa  próxima canção sua, como homenagem ao Fábio. Quando dei fé, acabou o programa. Foi muito bom, realmente! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário