domingo, 5 de julho de 2015

"Sêo Moço" e Eu!!

“Tu tá falando com quem”? – Escuto a pergunta vinda de Amélia que estava na cozinha. Respondi que estava falando com aquele sujeito que me mordera, o “feroz”, o “indisciplinado”, o “destemido”, enfim, aquele que ainda me nego a pronunciar o nome. Ri. O motivo do riso foi ter me dado conta de uma situação que vivi na infância e pré adolescência. Naquela época, era comum a gente brigar por tudo e por nada ficar “de mal” com os amigos. O problema era que tínhamos apenas eles para brincar! Então, por que ficar “de mal”? Naquela época também estávamos, segundo nossas expectativas, nos tornando homens! E homem de verdade não se humilha! Daí, os desafetos doidos para fazerem as pazes uns com os outros, inventaram uma alternativa de poder conversar entre si sem, obviamente, dar a “osadia” de falar no nome do outro: “Sêo moço”!! Era um “Sêo moço” pra lá, um “Sêo moço” pra cá e acabava tudo bem. Ficava mais ou menos assim: “Sêo moço, vamos jogar gude”? – perguntava um e o outro respondia: “Agora não Sêo moço! Mãe mandou eu buscar meio litro de gás em Sêo Alcino...”! “Sêo moço, que hora nóis vai robar as manga de Humberto”? – E por aí a coisa andava. Na teoria e na prática já estava todo mundo “de bem”, faltando apenas pronunciar o nome do companheiro. Não! Isso é que não! Por conta dessas histórias que vivi nessa época, até hoje tenho três amigos que o cumprimento entre nós é esse. Em tom de brincadeira mas retornando mesmo ao passado. Um é meu xará, Orlando da padaria, o outro é Zé pedreiro e o terceiro é Juarez de Totoinzinho, esse último foi valendo. Chegamos a ficar “de mal” naqueles tempos. Agora tudo é gozação, como foi o caso com meu cachorro, D. Chuv..., ou melhor, “Sêo moço”. Não vou lhe dar a ousadia de chamá-lo pelo nome! Isso não! Mas é engraçado quando abro a porta do quintal de manhã e lá vem ele balançando o rabo, me cumprimentando. Aí eu também falo: “Bom dia sêo moço”!! Volta e meia, pra sacanear, pergunto a Amélia: “Amélia, você já colocou a comida de “sêo moço” hoje”? É uma viagem essa minha relação com D. Chuvi..., quer dizer, “sêo moço”!! Como não tenho o Marley, somos então “Sêo moço e eu”!!

Ai está o meliante!!


Um comentário:

  1. Essa relação de amizade tem nome....
    Orlando e D. Chuvisco.....
    Só quem está de fra pode pronunciar o nome desses dois companheiros

    ResponderExcluir