quarta-feira, 22 de outubro de 2014

...E a arrogância caiu por terra!!!

Os resultados dessas eleições - 1º Turno - serviram para fazermos algumas considerações. Houve quem renovou o mandato com louvor, outros que sequer tiveram um número considerado de votos e outros que, com a certeza da reeleição graças ao seu "curral", amargaram a maior rejeição popular! Quem teve uma votação expressiva em 2010,  e aí me incluo como seu eleitor, foi o Deputado Federal Amaury Teixeira, de Jacobina. Pegando carona num trabalho maravilhoso desenvolvido pela SESAB, o então Diretor Geral daquele órgão se viu a poucos "metros" do estrelato político. O Programa Saúde em Movimento foi a catapulta para a realização dessa possibilidade. Com habilidade e comedida arrogância, o hoje felizmente ex Deputado Federal Amaury Teixeira foi conquistando o eleitorado. Não se pode negar o enorme benefício que o Saúde em Movimento trouxe para todo Estado. Como também não se pode negar o lobby que esses caras fizeram. Recentemente Jorge Solla se elegeu Deputado Fecderal, usando a máquina pública. Não tenho constrangimentos em afirmar que se eu estivesse no lugar deles provavelmente iria querer que o povo reconhecesse meu "trabalho"! O grande barato é que logo após assumir a cadeira de Deputado Fecderal o Amaury sumiu. E não estou falando que ele devesse estar todo fim-de-semana em Jacobina!! Sumiu principalmente dos amigos. Hoje, no carro que trabalho, ouvi um comentário dando conta que um ex colega de faculdade do Amaury, formado com ele, que trabalhou com ele, estava triste com o amigo. Nunca mais havia recebido um telefonema do ilustre e, quando ligava para dar uma sugestão de projeto, por exemplo, a ligação nunca chegava até o amigo. A frustração do colega é imaginar que o não atendimento das ligações poderia ser uma precaução contra "pedidos"!! O que eu acho é que o Deputado Federal que eu votei em 2010, estava mais preocupado em rosnar pelos corredores do Congresso Nacional em defesa dos seus pares, do que buscar resolver os problemas da macrorregião que o elegeu. Ainda tentou ocupar a Prefeitura de Jacobina, sem êxito. Deveria, a partir dali, fazer uma auto análise para buscar entender o motivo da rejeição. Mas, como todo arrogante, estufou o peito e voltou ao Planalto Central para, agora, como um verdadeiro ator canastrão, buscar as velhas costas sofridas pelo descaso da classe, para depositar míseros tapinhas eleitoreiros. "Não"!! Disseram os jacobinenses que como eu puderam ver, depois do poder nas mãos, quem realmente é Vossa Excelência!! Ou melhor, esse tratamento honroso já não lhe pertence mais. Você é a prova do fracasso eleitoral do PT na região de Jacobina. Outras "demissões" virão! Ainda bem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário