quarta-feira, 27 de novembro de 2013

E Viva a Classe Trabalhadora Brasileira!!

Estava assistindo ao noticiário da tv hoje à noite e vi parte de uma nova notícia, dando conta de que  a partir do próximo ano, se não me falha a memória, o motorista profissional que quiser renovar sua habilitação ou mudar de categoria, terá de fazer um exame toxicológico, com a finalidade de se detectar se o fulano usou substâncias entorpecentes nos últimos três meses. Os custos do tal exame correrão por conta do próprio candidato ou pela empresa, no caso desse estar empregado. É interessante o que as grandes cabeças pensantes fazem com os brasileiros, notadamente com quem efetivamente TRABALHA!!! É de deixar qualquer um indignado. Quando fui renovar minha habilitação há dois anos atrás, me perguntaram se eu exercia atividade remunerada, ao que respondi que sim, como todos sabem. Aí me meteram a mão no bolso para tirar mais R$-99,00 (noventa e nove reais), a título da necessidade de passar por avaliação psicológica, ou o famoso Psicoteste!! Convidei a funcionária para uma aposta: perguntei se ficássemos os dois na porta do SAC - Jacobina por uma hora, quantos carros com placa vermelha e quantos   com placa cinza (particular) passariam à nossa frente. Ela reconheceu que os automóveis seriam maioria esmagadora. Comentei então que, se um psicopata fizesse o exame de rua e as provas escritas e se fosse aprovado, estaria apto e autorizado a apegar um carro e ir pras ruas e estradas. Mais uma vez ela concordou. Aí lhe perguntei por que então, os motoristas profissionais que são um número infinitamente menor que os amadores, além de serem assalariados precisariam pagar para provar que não são "doidos"? Meio sem jeito ela desconversou com um "...é, olhando por esse prisma..."!! Agora vem novamente o tal "prisma", ou seja, quem é trabalhador precisará provar que não é drogado!! Isso é mais uma sacanagem com os trabalhadores que, como eu, têm culpa desse estado de coisas que há 13 anos estamos vivendo!! Certamente a classe realmente trabalhadora não tem as qualificações do José Dirceu que, mesmo preso, tem hotel(??) implorando para que ele "gerencie" uma de suas unidades, com um salário mixuruca de R$20.000,00. Com isso ficará livre da "gororoba" do presídio, devendo, eu disse devendo mesmo, apenas dormir sobre o catre. Sou brasileiro e aprendi a não chorar quado me fodem!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário