segunda-feira, 30 de setembro de 2013

O Ipê "Ladrão"?

Assisti, na semana passada, um episódio gratificante e ao mesmo tempo curioso. Gratificante porque foi um colírio para os olhos tanta beleza num lugar só! O curioso é que essa beleza fica no centro da roubalheira que enfeia nossa História. Estou falando do Ipê Branco que, sozinho, fez parar Brasília ou, para ser mais exato, uma das esplanadas dos ministérios do Ali Ba..., bom, deixa pra lá. Segundo explicação da repórter, o Ipê Branco é o último da espécie a florar. Tem o Roxo, Amarelo, Vermelho e o Branco. Eu mesmo já vinha observando essa árvore majestosa por conta das minhas andanças pela Bahia. A curiosidade é que qualquer das espécies flora sozinha, majestosa, absoluta, ao lado das outras árvores com suas flores ainda em botão. Não sei se o Ipê é apressado ou vaidoso. Aliás, deve ser por vaidade mesmo, até porque ele é visto de longe, justamente por ser mais alto que a maioria das suas "concorrentes". Pode ser egoísta, vaidoso, o que ele quiser ser: mas é lindo inegavelmente. Eu não podia deixar de fazer esse registro, até porque o curioso é que, em Brasília, até o Ipê é "ladrão"!!! Só que a bela árvore só rouba a CENA!! Até porque, por ser vaidosa, logo logo suas flores caem da copa e passam a enfeitar o chão. Mas, como sabemos, tudo pode acontecer no Planalto Central; até uma árvore "roubar" a atenção das pessoas!!



Senhores, apresento-lhes o "meliante"!!


Ipê Amarelo, região de Nova Itarana - Ba.



"Pílulas do doutor cubano"

Mais um artigo do Reynaldo-BH, de Veja, extraído da coluna do Augusto Nunes, também de Veja: Você consegue responder satisfatoriamente a algumas dessas perguntas? he he he!!

29/09/2013
 às 20:31 \ Feira Livre

Reynaldo-BH: Pílulas do doutor cubano

REYNALDO ROCHA
1) Dá para desculpar quem entrou no PT há 10 anos. Mas, e hoje? Alguém poderá alegar mais tarde que estava enganado?
2) Antes de exigir da NSA que pare de espionar Dilma, daria para pedir à CEF que pare de espionar caseiros?
3) O foguete do Cristo Redentor caindo na capa da revista The Economist explica a subida dos que ganham mais?
4) Alguém já imaginou alguma ligação entre o número de analfabetos crescendo no Brasil e a celebração da ignorância amparada por Bolsas – Família, Sofá, etc?
5) Quantos votos serão necessários para que Celso de Mello seja execrado pelo PT?
6) As entidades de defesa dos negros do Brasil (a maioria vivendo de dinheiro público) informam: Joaquim Barbosa não é negro. Começou a desbotar em 2012 e hoje é considerado cinza intenso. Está explicado o silêncio?
7) Antonio Patriota ─ seguindo a lógica do Brasil ─ sofre de amnésia. Na sabatina do Senado, esqueceu-se da Bolívia. Ou teria sido um truque para preservar a sanidade mental?
8) Cada qual escolhe o conselheiro que mais admira. Henrique Alves parece que só ouve o Bode Henriquim… Fica tudo explicado. Até a existência na Câmara dos Deputados de mensaleiros Henriquim é mesmo o bode expiatório… Brasil, país da piada pronta (apud José Simão).
9) Restringiram a saída de presos das cadeias. Uma compensação por deixarem os congressistas soltos?
10) Dilma demorou três anos para aprender a usar o Twitter. Vai passar 4 anos tentando entender o que é governar um país. E não vai conseguir.
11) Ciro Gomes, irmão de Cid da Sogra, chama Eduardo Campos de canalha. Impressionante como os iguais se reconhecem. A sorte do Ceará é os Gomes são somente dois…
12) Uma dúvida: Zé Dirceu voltou a namorar a Rose? Está tão calado como Lula por ter pedido a prenda de volta?
13) E a fixação de Zé Dirceu com secretárias? Apareceu mais uma, agora no Senado de Renan. Mais uma paga com nosso dinheiro. Quem vai herdar a prenda?
14) Novo partido na praça (a R$ 3,75 o voto): PROS. Quando vai ser criado o CONTRAS?
15) E a REDE?  Um partido que não consegue nem obter o registro certamente terá dificuldades para conseguir até os votos dos próprios candidatos.
16) Evo Morales, a lhama andina, quer tirar a ONU de New York. Precisa combinar com Dilma, que tirou férias na cidade e atrasou o voo de volta em 5 horas para passear num museu. Esses bolivarianos precisam se entender ou consultar algum passaralho venezuelano. Maduro diz que ele sabe.
17) Por que todo filho de stalinista prefere ir à Disney em vez de cortar cana em Cuba e comprar charutos no mercado negro?
18) Os médicos de Cuba entendem perfeitamente a língua portuguesa. Estudaram por mais de um ano o que Dilma fala. Estão no mesmo nível dos lulopetitas. Eles não dizem coisa com coisa e quem os ouve tem a mesma expressão de quem escuta um discurso da gerentona. Um caso clássico de nada sobre coisa alguma.

Aprendendo com o Watergate, de Nixon!!

O Carlos Brickman, em sua coluna na Veja, através do blog do Augusto Nunes, também de Veja, publica excelente matéria sobre a real finalidade da criação de inúmeros partidos políticos. Agora, temos até o "Solidariedade", de Paulinho da Força Sindical. Esse nome (do partido) nos leva a um tempo em que um operário virou presidente da Polônia, atuando como sindicalista do porto de Gdansk. A diferença entre aquele operário (Lech Walesa), o nosso "molusco" famoso e o fundador do nosso (dele lá!!) "Solidariedade" é gritante: o primeiro é um homem honrado. Já os outros dois "cumpanheiros..."! Mas vocês, ao lerem o artigo, descobrirão que a intenção não foi de homenagear o operário polonês. 

29/09/2013
 às 7:44 \ Feira Livre

‘Siga o cheiro do dinheiro’, de Carlos Brickmann

Há algo em comum entre os 32 partidos políticos do país. Não, não é o nome Partido: o Solidariedade, de Paulinho, não se chama “partido”. E a Rede, de Marina Silva, se vier a ser registrada também não terá este nome. O que têm em comum é que todos podem aliar-se em eleições estaduais, combater-se em eleições federais, ou vice-versa, unir-se em torno de um candidato, opor-se a ele. E ninguém vai estranhar o ziguezague: aqui, acredita-se, partido é assim mesmo.
Se um partido pode tudo, sem qualquer preocupação com programas de Governo ou com alguma ideologia, por que tantos políticos se preocupam em criar outros partidos? Para que formar 32 partidos? Para que servem? Que é que são?
São minas de ouro ─ com a vantagem de não exigir investimento para extraí-lo. Há montanhas de dinheiro público à disposição de seus dirigentes. O Fundo Partidário distribuiu no ano passado R$ 286,2 milhões. A propaganda política chamada de gratuita custa ao Tesouro perto de R$ 900 milhões em ano eleitoral (só é gratuita para o partido, porque a conta vem para nós). Os dois partidos novos, PROS e Solidariedade, mal se formaram e já levam R$ 30 milhões anuais do Fundo Partidário. No Brasil, partido não é um instrumento para chegar ao poder. No Brasil, partido normalmente é um instrumento para chegar ao dinheiro.
Sigam o caminho do dinheiro, dizia aos repórteres que desvendavam o escândalo Watergate sua principal fonte, apelidado de Garganta Profunda. Quer saber por que surgem tantos partidos? Siga o dinheiro. Há gente com bolsos profundos.
Além da imaginação
Mas é pura ingenuidade acreditar que com este dinheiro os partidos ficam saciados. Há ainda os cargos públicos com nomeações sem concurso, prêmio extra pelo apoio eleitoral; há o aluguel do horário gratuito, nem sempre oferecido gratuitamente pelos partidos menores aos aliados maiores. E há certas transferências da organização para os organizadores que, quando descobertas, se transformam em escândalo. 
Mas como querer que os beneméritos organizadores, que dedicam a vida ao partido e à democracia, paguem suas contas pessoais no fim do mês?
Os insaciáveis
Com tudo isso, ainda há quem queira que as campanhas sejam financiadas por dinheiro público. Como vimos, já são. O que querem é mais dinheiro público.

Qual é a Sua Arma?

Meus amigos, publico a carta de uma Brasileira (notem que com maiúscula) que aos 84 anos continua indignada com a molequeira que impera no Brasil!! As perguntas que ela faz será que nós mesmos não deveríamos fazer? Será que as cobranças que ela faz não cabe a nós mesmos fazermos? Ela, pela idade, certamente não pode ir à luta corporal como muitos de nós, mas está travando sua batalha com a arma que lhe resta: a Palavra!! E vocês, com quais armas defenderão o Brasil?

DENÚNCIA PELO DESCASO...
 

 

REPASSANDO
 V E R G O N H A  - ela tem 84 anos!!!!
 
 
 

Ela expressou aquilo que todos os brasileiros decentes sentem...

  
Carta de uma senhora de 84 anos ao "Estadão", nesse final de semana...
 

Estou com vergonha do Brasil. Vergonha do governo, com esse impatriótico,
antidemocrático e antirrepublicano projeto de poder.
Vergonha do Congresso rampeiro que temos, das Câmaras que dão com uma mão
para nos surrupiar com a outra, políticos vendidos a quem dá mais.
Pensar no bem do País é ser trouxa.

Vergonha do dilapidar de nossas grandes empresas estatais, Petrobrás,
Eletrobrás e outras, patrimônio de todos os brasileiros, que agora estão a
serviço de uma causa só, o poder. Vergonha de juízes vendidos. Vergonha de
mensalões, mensalinhos, mensaleiros. Vergonha de termos quase 40 ministros e
outro tanto de partidos a mamar nas tetas da viúva, enquanto brasileiros
morrem em enchentes, perdendo casa e familiares por desídia de políticos, se
não desonestos, então, incompetentes para o cargo. Vergonha de ver a
presidente de um país pobre ir mostrar na Europa uma riqueza que não temos
(onde está a guerrilheira? era tudo fantasia?).

Vergonha da violência que impera e de ver uma turista estuprada durante
seis horas por delinquentes fichados e à solta fazendo barbaridades,
envergonhando-nos perante o mundo. Vergonha por pagarmos tantos impostos e
nada recebermos em troca - nem estradas, nem portos, nem saúde, nem
segurança, nem escolas que ensinem para valer, nem creches para atender a
população que forçosamente tem de ir à luta.

Vergonha de todos esses desmandos que nos trouxeram de volta a famigerada inflação.
Agora pergunto: onde estão os homens de bem deste país?
ONDE ESTÁ A MAÇONARIA? OAB? CNBB? LYONS? ROTARY?ONDE ESTÃO OS QUE QUEREM LUTAR POR UM BRASIL MELHOR?
Por que tantos estão calados? Tenho 84 anos e escrevo à espera de um despertar que não se concretiza.
Até quando isso vai continuar? Até quando veremos essas nulidades que aí estão sendo eleitas e reeleitas?
Estou com muita vergonha do Brasil.

RUTH MOREIRA   http://../undefined/compose?to=ruthmoreira%40uol.com.br [1]

 

 SE ÉS BRASILEIRO, PATRIOTA E QUER VER ESSA SITUAÇÃO MUDAR, NÃO VACILE, REPASSE PARA O MAIOR NÚMERO DE PESSOAS, É PRECISO FAZER COM QUE O POVO TOME CONSCIÊNCIA E REAJA!!!

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Dizer o quê??

Tá difícil, mas vamos lá: certamente que grande parte dos brasileiros está mais do que chateada com o desfecho da decisão do STF em "consentir" novo julgamento aos condenados do Mensalão. Passamos anos achando que não ia dar em nada, que no Brasil, "cadeia é pra ladrão de galinha...", etc. Aí vem o Ministro Joaquim Barbosa e nos mostra que a Justiça brasileira não estava a favor dos poderosos. Criamos nova expectativa: a de ver os caras condenados. E foram!! Apesar dos esforços envidados por alguns pares do Ministro Barbosa para que isso não acontecesse. Muito bem: vieram depois as penas de cada um: o que fez o Brasil vibrar muito foi, certamente, a condenação em regime fechado de José Dirceu e outros mensaleiros! Que legal!! Lavamos a alma! "Quem disse que a Justiça brasileira não prende figurões"?  Estávamos certos de que a corrupção nesse País, se não morresse, pelo menos não ia ser tão voraz daqui por diante. Aí vieram os tais "infringentes" dos diabos para voltarem as rugas na testa dos brasileiros: "será que vão aceitar novo julgamento"? "Não!! O Ministro Joaquim Barbosa já deu mostras de que todos irão cumprir suas penas..."!! E eram tantas as conjecturas... Mas a grande sacanagem a meu ver, é colocar a culpa no Ministro Celso de Melo! Porque a maior de todas as sacanagens foi feita por alguns Ministros do Supremo, provocando um empate ordinário, justamente para deixar o voto de desempate com o Celso de Melo!! Não entendo nada de Direito mas as argumentações do tal decano pareciam ter respaldo na própria lei, claro! Embora advogados ou estudantes de Direito tenham feito comentários afirmando que esse recurso não podia ser levado adiante, o certo é que cinco Ministros acharam que sim, que era (o recurso) legítimo e votaram por novo julgamento. Aí o Celso de Melo acompanhou! Se estão errados na interpretação jurídica, não sei. Mas erraram feio na interpretação da aplicação das penas antes definidas! Será que um cidadão comum tem direito aos tais recursos? O que se queria, para o bem do Brasil, era que os condenados, que tiveram any chances de provarem suas inocências não o conseguiram, fossem presos!  As provas eram por demais contundentes!! Como estará se sentindo o ex Procurador Geral da República, Roberto Gurgel que passou meses investigando, catalogando provas e mais provas para oferecer tudo pronto ao STF, e depois ver seu trabalho todo jogado no lixo e o caras rirem da sua cara quando o encontrarem? Essa, senhores, era a última esperança de se ver o Brasil de queixo levantado, de se ver o brasileiro orgulhoso do seu Hino, da sua Bandeira mas, principalmente da sua Justiça. Tudo no lodo, tudo de volta ao mar de lama. Estamos fadados a viver como porcos: sempre na lama e prontos para engordar o "patrão"!! Tá difícil...!!!

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Eu criei o Mensalão!!!

Calma...!! Não fui o mentor nem o operador do esquema. Vou discorrer sobre algumas situações e me responda, sinceramente, se você também não é responsável por esse festival de pizza que aconteceu hoje no STF? Vejamos: quando ACM era vivo eu nunca votei nele (como me arrependo!!!) nem nas suas crias políticas Mário Kertsz, Manoel Castro, Cézar Borges ou Paulo Souto! Sempre votei em quem lhe fazia oposição. Até chegarmos à primeira eleição do Lula eu não tinha perdido a dignidade verde e amarela, porque não tinha eleito ninguém que pudesse administrar de forma diferente do que eu pensava fosse certa. Aí o "barbudo" se apresenta com força total e me convence de que os Trabalhadores agora teriam voz e vez!! Com o peito estufado de orgulho, digitei pau-sa-da-men-te o nº 13 querendo escutar o "trim-lim-lim" da urna eletrônica, senhora inviolável (ah ah ah ah) e guardiã da minha mais pura certeza de que teria, enfim, um Brasil pra esfregar na cara dos europeus e principalmente na cara do Bush! Quando ouvi o barulho sinalizando o fim do meu voto, confesso que fiquei num estado de graça tamanho, que só se alcança quando se obtém "orgasmos múltiplos" com a amada! Que delícia!! Saí da seção eleitoral e fui rápido pra casa comemorar. Tinha de reserva uma boa quantidade de pinga da boa! Queria brindar à vitória do companheiro de pinga e de infortúnios passados. No dia da posse, no velho Roll's Royce, em frente da Tv, vi o meu "salvador" quebrar todos os protocolos e ainda pude gritar a plenos pulmões e chorando "pelo amo de Deus Lula, cuidado com essa galera...!! Você pode sofrer um atentado..."! Foi a pior coisa que já fiz na vida: com meu voto, ali, comecei a tecer o esquema do Mensalão!! Faltava romper os grilhões da Bahia. Aparece o "carioca" que dizia nos amar, que bradava a todo instante que o funcionalismo público seria respeitado e finalmente valorizado, etc., etc. Exibiu até um contra-cheque de um Sargento, dando conta do disparate que era o salário dos militares! Como Paulo Souto deixara nossa categoria (Motoristas Oficiais) recebendo menos que um salário mínimo por um ano e meio, demos o troco: "que maravilha!! O "galego" não tomou conhecimento de Paulo Souto!! Ganhou até nos seus redutos..."!! Depois do "galego" empossado, ficamos mais UM ANO recebendo menos que um salário mínimo, como fizera seu antecessor! Bom, tanto no Brasil quanto na Bahia, o resto da história nós já conhecemos: dei emprego ao Lula para poder comer e pagar caro aquela protagonista (ou seria prostituta?) do filme que teve um bebê, não lembro o nome agora, dei a chance da Primeira-Dama sacanear com minha cara quando tirou os Passaportes com dupla cidadania (Brasileira e Italiana) por causa dos chifres que ajudei a lhe colocar na cabeça, nomeei vários ladrões para o Banco do Brasil, Correios, Caixa e, principalmente, ajudei a esculhambar com o nome e o patrimônio da Petrobrás, iludi todo mundo com a conversa pra boi dormir do Pré sal, etc. e etc. Agora, se você discorda que NÓS DOIS que votamos neles não somos responsáveis pelo voto cretino do Celso de Melo, Tofolli, Lewandovski, etc. etc, então você deveria providenciar um Passaporte também com dupla cidadania: "nascido no Brasil e de uma boa "Bisca"!! Somos responsáveis sim! Somos ladrões sim!! Não fossem nossos votos essa corja não estaria onde está e fazendo o que faz. Ou estaria? Portanto, quem votou no Lula e no Wagner em algum pleito, é meu "cúmplice" nesse mar de lama que transformamos nosso País. O que lhe peço é que não pare de se indignar com o nosso "crime"! Rebele-se e revolte-se mesmo!! Vamos nos unir DE NOVO para podermos encontrar uma forma de nos redimir dessa culpa tão pesada... E vergonhosa! Vale uma dica: temos poucas opções, é certo. Mas não vamos cometer o mesmo erro do passado!! Vamos votar de "cabeça fria" pra não nos envergonharmos depois, como agora. Um abração meu caro.

Arnaldo Jabor; O Profeta!!

Pessoal, esse artigo, como vocês poderão ver, foi de ontem. O Arnaldo Jabor, assim como muitos brasileiros previam o "rodízio de pizza" hoje no STF. E o pior é que essa conta será debitada com juros exorbitantes nas nossas costas!!! Vejam abaixo:


Amanhã, o Brasil muda 
17 de setembro de 2013 | 2h 18
 

Arnaldo Jabor - O Estado de S.Paulo
 
Comecei a escrever este artigo e parei. Minhas mãos tremiam de medo diante da gravidade do assunto. Parei. Tomei um calmante e recomecei. Não posso me exacerbar em invectivas, em queixumes ou denúncias vazias. Tenho de manter a cabeça fria (se possível) para analisar os efeitos do resultado do julgamento do mensalão, que virá amanhã. "Tomorrow, and tomorrow, and tomorrow" (...) "o amanhã se infiltra dia a dia até o final dos tempos", escreveu Shakespeare em Macbeth (ato 5 cena 5); pois o nosso amanhã pode nos jogar de volta ao passado, provando a nós cidadãos que "a vida é um conto narrado por um idiota, cheio de som e fúria, significando nada". Ou que "a nossa vida será uma piada", na tradução livre de Delúbio Soares. 
No Brasil nunca há "hoje"; só ontem e amanhã. Amanhã será amanhã ou será ontem. Depois de tanto tempo para se (des) organizar uma república democrática, o ministro Celso de Mello tem nas mãos o poder de decretar nosso futuro. Essa dependência do voto fatal de um homem só já é um despautério jurídico, um absurdo político. O "sagrado" regimento interno do STF está cuidadosamente elaborado por décadas de patrimonialismo para inviabilizar condenações. Eu me lembro do início do julgamento. Tudo parecia um atemorizante sacrilégio, como se todos estivessem cometendo o pecado de ousar cumprir a lei julgando poderosos. Vi o "frisson" nervoso nos ministros juízes que, depois de sete anos de lentidão, tiveram de correr para cumprir os prazos impostos pelas chicanas e retardos que a gangue de mensaleiros e petistas conseguiu criar. Suprema ironia: no país da justiça lenta, os ministros do Supremo foram obrigados a "andar logo", "mandar brasa", falar rápido, pois o Peluso tinha de votar, antes de sair em setembro. E só houve julgamento porque o ministro Ayres de Britto se empenhou pessoalmente em viabilizar prazos e datas. Se não, não haveria nada. 
Dois ministros impecáveis e com saúde foram aposentados com 70 anos. Poderiam ao menos terminar o julgamento; mas, o "regimento" impediu. Sumiram de um dia para o outro, para gáudio dos réus. E foram nomeados em seu lugar Teori e Barroso, naturalmente ávidos para não se submeter ao ritmo de nosso Joaquim Barbosa e valorizar sua chegada ao tribunal. Até compreendo a vaidade, mas entraram para questionar o próprio julgamento, como Barroso declarou. 
Amanhã, Celso de Mello estará nos julgando a todos; julgará o País e o próprio Supremo. Durante o processo, qualificou duramente o crime como "o mais vergonhoso da História do País, pois um grupo de delinquentes degradou a atividade política em ações criminosas". E agora? 
Será que ele ficará fiel à sua opinião inicial? Ele fez um risonho suspense: "Será que evoluí?" - como se tudo fosse mais um doce embate jurídico. Não é. 
Se ele votar pelos embargos infringentes, estará acabando com o poder do STF, pois nem nos tribunais inferiores como o STJ há esses embargos. 
Nosso único foro seguro era (é?) o Supremo Tribunal. Precisamos de uma suprema instância, algum lugar que possa coibir a cascata suja de recursos que estimulam a impunidade e o cinismo. Já imaginaram a euforia dos criminosos condenados e as portas todas abertas para os que roubam e roubarão em todos os tempos? Vai ser uma festa da uva. A democracia e a República serão palavras risíveis. 
O ministro Celso de Mello provavelmente não lerá esse artigo, pois se recolhe num retiro proposital para consultar sua "consciência individual". 
Mas, afinal de contas, o que é essa "consciência individual", apartada de todos os outros homens vivos no País? 
O novato Barroso, considerado um homem "de talento robusto e sério", como tantas personagens de Eça de Queiroz, já lançou a ideia e falou de sua "consciência individual" com orgulho e delícia: "Faço o que acho certo. Independentemente da repercussão. Não sou um juiz pautado sobre o que vai dizer o jornal no dia seguinte". Mas, quem o pauta? A coruja de Minerva, o corvo de Poe, ou os urubus que sobrevoam nossa carniça nacional? Ele não é pautado por nada? A população que o envolve, não o comove? Ele nasceu por partenogênese, geração espontânea, já de capa preta e sapatos ou foi formado como todos nós pelo olhar alheio, pelos limites da vida social, pelas ideologias e hábitos que nos cercam? Que silêncio "fecundo" é esse que descobre essências do Ser na solidão? Ele é o quê? O Heidegger do "regimento"? Essa ideia "barrosiana" de integridade não passa de falta de humildade, de narcisismo esperando iluminação divina. 
E Celso de Mello aponta nessa mesma direção. Será? Será que ele terá a crueldade (esta é a palavra) de ignorar a vontade explícita da população pela violenta anulação de nove anos de suspense, por uma questiúncula em relação ao "regimento"? Por que não uma interpretação "sistemática" da lei, em vez da estrita análise literal? Transformará a "justiça suprema em suprema injúria" sobre todos nós? 
Os acontecimentos benéficos ao País sempre voltam atrás, depois de uma breve euforia. Assim foi o milagroso surgimento da opinião pública nas ruas, logo reprimida não pela polícia, mas pelos punks fascistas encapuzados que amedrontaram todos, para alegria do Executivo e Legislativo. Todos os escândalos inumeráveis voltam ao nada. Um amigo me chama de pessimista; respondo que o pessimista é um otimista bem informado. 
A verdade é que, desde o início, o desejo de ministros como o Lewandowski e o Toffoli era retardar o julgamento. Eu gelei quando vi a cara impassível do Lewandowski analisando o processo por seis meses e o Toffoli não se impedindo de votar, apesar de suas ligações anteriores com Dirceu. Depois, os dois novatos chegaram para proferir sentenças contra o processo de que não participaram. 
Em tudo isso há sim um forte desejo de ferrar o Joaquim Barbosa, por inveja da fama que conquistou. 
E afirmo (com arrogância de profeta) que amanhã o Celso de Mello, com sua impecável "consciência individual", vai votar "sim" pelos embargos. 
Será a vitória para os bolcheviques e corruptos lobistas. Ok, Dirceu, você venceu. 

terça-feira, 17 de setembro de 2013

"Mas que barbaridade, tchê"!!!

Tá entrando água na canoa vermelha...!!!

MÉDICO GAÚCHO BRABO
 
- SERÁ QUE SÃO SÓ OS MÉDICOS GAÚCHOS ?

O Dr Milton Simon Pires só comete um equívoco em sua missiva:  D. Dilma NUNCA VAI SER TRATADA POR UM DOS MÉDICOS QUE PRETENDE “ IMPORTAR”.  O Sírio Libanês ( e seu excelente e brasileiríssimo corpo médico) continuará a ser seu hospital de referência !...
 
ESCRITO POR MILTON SIMON PIRES | 03 JULHO 2013 
ARTIGOS - GOVERNO DO PT
É mais um mérito seu e desse seu partido: promover a maior humilhação que os médicos de um país sofreram até hoje!


Excelentíssima Sra. Presidente da República Dilma Rousseff,

Permita-me a apresentação: na minha opinião, eu sou um médico, na sua, um “trabalhador da saúde”. Na minha opinião, medicina é cuidar de pessoas doentes, na sua, é fazer “transformação social”. Eu penso em salvar vidas, a senhora em ganhar votos. Como podemos ver, a senhora e eu, não temos muito em comum à primeira vista, mas existem na minha vida alguns fatos que a senhora desconhece. Assim como a senhora, eu já fui marxista – e dos fanáticos! Brigava com colegas da faculdade no final dos 80 e início dos anos 90 para ver seu projeto de poder realizado. Caminhei ao lado daquele seu amigo que gosta de uma cachacinha e costuma ser fotografado com livros de cabeça para baixo. Conversei pessoalmente com o “poeta do sêmen derramado” que agora governa o Rio Grande do Sul.
Não tinha idéia correta daquilo que havia acontecido no Brasil entre 1964 e 1985. Imaginava, como a senhora quer fazer parecer até hoje, que tudo estava indo bem até que militares malvados que não tinham nada para fazer decidiram, com ajuda dos americanos, derrubar o governo brasileiro.
Eu só me dei conta, presidente, de quem Lula, a senhora e seu partido-religião representavam quando comecei a trabalhar com a gente de vocês aqui em Porto Alegre a partir de 98. Duvido que eu estivesse mal-preparado, sabe? Eu já tinha feito 6 anos de faculdade, um ano de residência em pediatria, um de medicina interna e dois de cardiologia. Gostaria que a senhora visse em que lugar seus “cumpanheros” aqui dos pampas me colocaram para trabalhar... Imagino a senhora doente naquelas condições de segurança, higiene, espaço e administração que a ralé do PT do Rio Grande do Sul nos ofereceu. A senhora tem idéia de como deve se sentir um médico ao ter seu estágio probatório avaliado por técnicos de enfermagem? A senhora sabe o que é receber, depois de tudo que se estudou na vida, ordens de enfermeiras, presidente? Em nome de quê? Em nome de um delírio chamado “democratização da gestão”? Em nome de um absurdo chamado “controle social”? A senhora tem alguma noção de quantas pessoas eu vi morrerem depois que esse seu partido de assassinos e mensaleiros terminaram com o resto da rede hospitalar brasileira “aparelhando” a gestão dela com uma legião de analfabetos, recalcados, alcoólatras e incompetentes, que por oferecer uma parte de seu salário ao PT, passaram a dar ordens a homens e mulheres com capacidade de salvar vidas?

Mas por favor, não fique ofendida comigo, presidente, de certa forma essa carta é um agradecimento, sabe? Formado há quase 20 anos, eu nunca havia visto os médicos brasileiros tão unidos quanto agora. É mais um mérito seu e desse seu partido: promover a maior humilhação que os médicos de um país sofreram até hoje! A senhora não tem vergonha de apelar para uma ditadura bananeira, um país que mata, tortura, prende e vigia seus próprios cidadãos, para fornecer médicos para o SEU próprio povo? A senhora é brasileira, ou não, presidente Dilma? Se não tem vergonha da medicina do seu país, tenha pelo menos do seu povo! A senhora nasceu aqui e a primeira pessoa que lhe viu foi provavelmente um médico do Brasil. Provavelmente vai ser algum colega, intensivista como sou hoje, quem vai estar ao seu lado no último momento e mesmo assim a senhora quer chamar médicos cubanos para enganar nossa gente pobre e doente a ponto de garantir sua reeleição? Quem lhe deu esse conselho, presidente Dilma? Identifique por favor, um por um, os médicos que lhe cercam e sugeriram semelhante idéia! A senhora e eu já conhecemos alguns, não é? Vamos apresentar os demais ao Conselho Federal de Medicina, ou não?
Presidente Dilma, até bandidos e prostitutas se ofendem quando tem seu território e ganha pão ameaçados. Nós somos médicos, nós salvamos vidas e não vamos permitir que uma profissão cuja origem se perde no tempo seja levada ao fundo do poço por um partido como o da senhora com o argumento de que estamos sendo corporativistas e o Brasil está sem médicos.
Deus lhe proteja na batalha que vai enfrentar conosco, presidente. Se a senhora for ferida vai precisar ser atendida por um médico – e eu duvido muito que ele fale português.

Porto Alegre, 2 de julho de 2013

Milton Simon Pires é médico (CREMERS 20.958).

"Casa Grande e Senzala"!!

Aí está:

GOVERNO BRASILEIRO
Rasgando a Constituição e Dispositivos Legais

Alexandre Garcia
MÉDICOS CUBANOS

Não pensem em correntes. Em algemas. Em porões fétidos. Em gente suja e maltrapilha. Estes são os escravos normalmente libertos das pequenas confecções das grandes cidades, vindos de países miseráveis.

Agora pense em pessoas vestidas de branco. Com diplomas universitários. Que exibem sorrisos simpáticos e uma grande alegria em servir o próximo, como se estivessem em uma missão humanitária. Estes são os médicos escravos cubanos que o Brasil vai traficar, cometendo toda a sorte de crimes hediondos contra os direitos humanos, que só republiquetas totalitárias, a exemplo da Venezuela, ousaram cometer.

E vamos aqui deixar ideologias de lado. E até mesmo as discutíveis competências profissionais. Vamos ser civilizados e falar apenas de pessoas, de seres humanos, de gente.

O Brasil democrático é signatário de uma dezena de tratados internacionais que protegem os trabalhadores. No entanto, o Governo do PT está firmando um convênio com Cuba, um país que está traficando pessoas para fins econômicos. Cuba esta vendendo médicos. Cuba utiliza de coerção, que é crime, para que estes escravos de branco sejam enviados, sem escolha, para onde o governo decidir. Isto é crime internacional. Hediondo. Que nivela o Brasil com as piores ditaduras.

E não venham colocar a Organização Pan Americana de Saúde como escudo protetor destes crimes contra a Humanidade. É uma entidade sabidamente aparelhada por socialistas, mas que, ao que parece, pela primeira vez assume o papel de "gato", o operador, o intermediário, aquele que aproxima as partes, que fecha o negócio, que "lava" as mãos dos criminosos que agem nas duas pontas. Não há como esconder que o Governo do PT está pagando a Ditadura de Cuba para receber mão-de-obra em condições análogas à escravidão, como veremos neste post.

O trabalhador estrangeiro tem, no Brasil, os mesmos direitos de um trabalhador brasileiro. Tem os mesmos ônus e os mesmos bônus. Não é o que acontece neste convênio que configura um verdadeiro tráfico em massa de pessoas de um país para outro. Os escravos cubanos não pagarão Imposto de Renda e INSS. Sobre um salário de R$ 10 mil, deveriam reter mais de R$ 2.700. Pagariam em torno de R$ 400 de INSS. Mas também teriam direito ao FGTS, ao aviso prévio, às férias, ao décimo-terceiro salário. Não é o que acontece. O escravo cubano não recebe o seu salário. Ele é remetido para um governo de país. É como se este país tivesse vendido laranjas. Charutos. Rum. Ou qualquer commodities. A única coisa que o trabalhador recebe é uma ajuda de custo para tão somente sobreviver no país pois, em condição análoga à escravidão, este médico cubano receberá alojamento e comida das prefeituras municipais. Trabalhará, basicamente, por cama, comida e sem nenhum direito trabalhista.

Outro crime do qual o Governo do PT é mentor, é idealizador, é fomentador, é financiador, é concordar com as práticas de coerção exercida por Cuba quando vende os seus médicos escravos. O passaporte é retido pela Embaixada de Cuba no Brasil. A família fica em Cuba, sem poder sair do país. O escravo cubano não pode mudar de emprego, pois se o fizer a sua família sofre perseguição. Existe ameaça. Existe abuso de autoridade. Existe abuso de poder econômico. Existe retenção de documento para impedir a livre locomoção. Existe lesão ao Fisco. Sonegação. E, por conseguinte, sendo dinheiro originário de crimes, remessa ilegal de divisas do Governo do PT para a Ditadura de Cuba.

Este convênio que o Governo do PT está fazendo com Cuba não resiste a uma fiscalização do Ministério do Trabalho e a uma auditoria do Ministério Público. São tantos os crimes cometidos contra a Humanidade e contra os Direitos Humanos que envergonham a todos os brasileiros. O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, candidato ao governo de São Paulo, deveria ir a ferros junto com os bandidos mensaleiros do seu partido. A ministra dos Direitos Humanos, Maria o Rosário, está em silêncio obsequioso.

A partir do momento em que 4.000 cubanos botarem o pé no solo brasileiro, nosso país terá se transformando num campo de concentração e numa imensa prisão para escravos políticos. A nossa Constituição será rasgada, pois:

Art. 5º. Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:

(...)
III – ninguém será submetido à tortura nem a tratamento desumano ou degradante;

Da mesma forma, o Governo do PT está jogando no lixo o Decreto nº 5.948, de 26 de Outubro de 2006, que trata da Política Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, que tem definições fundamentais sobre o tema:

Art. 2°. § 4o A intermediação, promoção ou facilitação do recrutamento, do transporte, da transferência, do alojamento ou do acolhimento de pessoas para fins de exploração também configura tráfico de pessoas.

Art. 2°. § 5° O tráfico interno de pessoas é aquele realizado dentro de um mesmo Estado-membro da Federação, ou de um Estado-membro para outro, dentro do território nacional.

Art. 2o. § 6° O tráfico internacional de pessoas é aquele realizado entre Estados distintos.

Art. 2° § 7o O consentimento dado pela vítima é irrelevante para a configuração do tráfico de pessoas.

Ou seja: o que determina se existe a escravidão não é o depoimento do escravo, pressionado por dívidas, sem documentos ou tendo a integridade da sua família ameaçada, mas sim o que a sua situação configura, mediante fiscalização.

Com a importação em massa dos médicos escravos cubanos. os acordos internacionais firmados pelo Brasil contra a escravidão serão derrogados. Não seremos mais uma democracia. Se alguém tem alguma dúvida sobre isso, leia o MANUAL DE COMBATE AO TRABALHO EM CONDIÇÕES ANÁLOGAS ÀS DE ESCRAVO, publicado pelo Ministério do Trabalho.

E sinta vergonha, talvez um pouco de medo, de ser brasileiro.


Eu desafio o Governo do PT a exigir que o médico cubano tenha em mãos o seu passaporte.
Eu desafio o Governo do PT a exigir que o médico cubano tenha uma Carteira de Trabalho.
Eu desafio o Governo do PT a depositar o salário do médico cubano em uma conta pessoal, que lhe garanta livre movimentação.
Eu desafio o Governo do PT a garantir todos os direitos trabalhistas ao médico cubano.
Eu desafio o Governo do PT a cumprir a Lei, a Constituição e os Tratados Internacionais.
--
"A prisão não são as grades, e a liberdade não é a rua; existem homens presos na rua e livres na prisão. É uma questão de consciência." (Mahatma Gandhi)

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Você confiaria seu dinheirinho a um "X"?

O "bam-bam-bam" das "grandes" empresas do Brasil, faliu!! E junto com ele, boa parte dos nossos serviços (saúde, transporte, segurança...), porque o BNDES é um dos maiores credores do "empresário". E de quem é a graninha do BNDES? Pois é: NOSSA!! Como você sabe, "X" é a incógnita nos problemas matemáticos. Agora, se você quiser investir em "X", procure o Eike! Veja o que o "Senhor X", como é conhecido, está colocando à venda para "aliviar" um pouco o stress: (matéria publicada na Veja e Estadão)


Saldão do Eike: empresário vende ações, jatos e barco1 de 9

Pink Fleet

Adicionar legenda

Na segunda metade deste ano, Eike tentou vender seu luxuoso iate, o Pink Fleet, mas não encontrou nenhum comprador. O barco é usado como plataforma de eventos corporativos na baía de Guanabara. Mas a atividade não tem rendido muitos ganhos. Eike, então, se viu obrigado a optar pelo desmanche. Com capacidade para 400 pessoas e 54 metros de comprimento, a embarcação dava uma despesa mensal de 300 mil reais.


Hotel Glória

Adicionar legenda

Em junho de 2013, o grupo EBX colocou à venda o Hotel Glória, em um momento em que as ações das empresas de Eike sofriam quedas seguidas. O empreendimento foi comprado pelo grupo suíço Acron por 225 milhões de reais. Eike arrematou o Glória, um dos cartões postais do Rio de Janeiro, com o objetivo de transformá-lo no hotel mais luxuoso da cidade. Conseguiu uma linha de financiamendo do BNDES de 190 milhões de reais para levantar o hotel até a Copa. Não conseguiu. Não só o Glória está em obras abandonadas, mas também seu todo o seu entorno. Eike comprou o hotel em 2008 por 80 milhões de reais.

Jatinho

Adicionar legenda

Em meados de maio, o empresário vendeu um de seus três aviões, o Legacy 600, da Embraer, segundo melhor jato de sua frota por 14 milhões de dólares, depois de tê-lo adquirido por 26 milhões de dólares. Com capacidade para transportar dezesseis pessoas, a aeronave, encomendada pelo próprio Eike e adquirida em 2008, conta com cozinha e dois banheiros e ainda tem autonomia para voar 6.000 quilômetros sem escalas.

OGX

Adicionar legenda

A OGX é o centro da crise das empresas de Eike. Seu principal ativo, o campo de Tubarão Azul, se provou improdutivo. Desde então, as ações da empresa despencam e chegaram a valer 30 centavos na última semana. Desde junho, o empresário tem vendido ações da companhia. À época, ele "se livrou" de 56 milhões de papéis, arrecadando 75 milhões de reais. Em agosto, foram 152 milhões de ações vendidas. Na semana passada, Eike se desfez de mais 177 milhões de papéis, o equivalente a 5,49% da empresa. Em nota, a OGX afirmou que as vendas "fazem parte de um contínuo processo de aperfeiçoamento da sua estrutura de capital, e têm por objetivo cumprir determinadas obrigações financeiras com credores da holding EBX".

MPX

Adicionar legenda

No mês de março, Eike vendeu 24,5% da MPX Energia para a alemã E.ON. Com a aquisição, a participação da E.ON no capital da companhia do grupo EBX aumentou de 11,7% para 36,2%, já que desde 2012 a alemã havia se tornado acionista. Em julho deste ano, prevendo que a empresa de energia era um de seus ativos mais valiosos, Eike deixou o controle nas mãos da E.ON para tentar desvincular a MPX da crise de credibilidade que o ex-bilionário vem enfrentando.

OSX

Adicionar legenda

No mês de agosto, o empresário vendeu 5,38% de seu capital da companhia de construção naval OSX. A participação corresponde a 16,8 milhões de papéis. No mesmo dia, Eike havia anunciado que venderia 50 milhões de dólares em ações da empresa. No dia das vendas, a ação da OSX encerrou cotada a 0,88 real. Até julho, o grupo EBX possuía 75,4% da empresa. A OSX possui os ativos mais arriscados do grupo: ela foi criada para construir os estaleiros usados pela OGX para a exploração de petróleo. Como a atividade da petroleira está em xeque, a existência da OSX também.

MMX

Adicionar legenda

No início de setembro, o empresário confirmou que estava negociando a venda de uma participação na MMX Mineração e do Porto Sudeste. Dentre os possíveis compradores, estariam conversando sobre o assunto a mineradora suíça Glencore Xstrata, a trade de commodities alemã Trafigura Group e o fundo soberano de Abu Dhabi, Mubadala.

IMX


Ainda em junho deste ano, Eike colocou à venda a IMX, empresa que detém metade do Rock in Rio, 5% do Maracanã e da franquia do Cirque de Soleil no Brasil. A companhia foi oferecida a diversos fundos de private equities, mas o valor pedido assustou os interessados: 500 milhões de reais. A ideia era vender o controle, mas o empresário manteria uma participação minoritária. Até agora, os compradores não se manifestaram.