sexta-feira, 19 de julho de 2013

Governador de segunda a sexta?

Agora, depois das manifestações que pipocaram em todo País, fazer pré julgamento, criticar com ares de autoridade no assunto, etc., virou moda! É certo que muitos políticos sujos ficarão com os dois pés atrás na hora de tentar fazer mais alguma falcatrua. É natural: quando se faz "malfeitos", como diz Fernando Henrique, fica-se meio cabreiro. Além das badernas absolutamente dispensáveis que aconteceram na Zona Sul do Rio, imediações da residência do Governador Sérgio Cabral, o falatório unânime agora está voltado para o governador carioca. Fala-se de queixo caído de  surpresa, que ele utiliza a aeronave, um helicóptero, para fazer seus deslocamentos nos fins de semana, indo e vindo para sua casa de praia com a família! Bem, meu senso, não sei se bom ou ruim, me diz que o cara foi eleito para representar os cidadãos do Estado do Rio, vinte e quatro horas por dia, sete dias por semana, trinta dias por mês e trezentos e sessenta e cinco dias do ano, durante quatro anos, podendo se estender para oito anos!! Então, não estou dizendo que o Sérgio Cabral não seja picareta. E tudo indica que é; mas uma coisa é querer fazer a população crer que o Governador do Estado tenha de se apartar de sua família e que não possa desfrutar de seu recanto tranquilo nos raros dias de folga só porque tem neguinho achando que é ilegal! Vamos raciocinar um pouco: o cara está, no sábado à noite em sua casa de praia e acontece, que Deus não permita, uma tragédia na Capital. Então, como fazer para que o Governador se faça presente o mais rápido possível na área do acontecimento? Vindo de carro? De barco? E se estiver chovendo torrencialmente e o mar ficar por demais bravo? E, se de carro, uma barreira deslizar impedindo a passagem de veículos na estrada de acesso à sua residência de praia? Não acho essas colocações que estão disseminando sejam inteligentes, como também não é inteligente o Sérgio Cabral creditar às oposições as manifestações, sob a alegação de que "já estão fazendo campanha..."! Se os cariocas soubessem que aqui na Bahia o "brinquedinho" que Wagareza comprou é disputado a tapas por ele e a Primeira Dama...E o que diriam também se soubessem que na maioria das vezes o helicóptero fica mesmo é com ela? 


Gostaram das cores? Sugestivo, não?
Aqui, o Sérgio Cabral interrompe um treino do Fluminense. Aí foi abuso de "otoridade" sim!







Nenhum comentário:

Postar um comentário