terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

A Transferência de Responsabilidades!

Agora está na moda fazer blitzs em todo território nacional para flagrar quem está dirigindo sob efeito de álcool! Claro! Uma única multa rende quase 2 mil reais!! Mas, vamos fazer algumas análises para vermos se essas medidas realmente educam ou se resolvem todos os problemas relacionados com atropelos, capotamentos, colisões, etc. Não existe comprovação nenhuma de que o cidadão que ingeriu uma única dose de bebida destilada, uma lata de cerveja ou um copo de vinho, tenha ficado incapaz para dirigir por ter perdido os reflexos. É bom lembrar que sou contra beber e dirigir! Beber apenas uma dose não me parece configurar "beber e dirigir". O problema é muito mais complexo e envolve muito mais fatores do que o Governo tenta justificar com sua medida punitiva. Primeiro, vem a sua incompetência ou descaso com as rodovias sob sua responsabilidade, a concessão de licenças para Auto Escolas atuarem no ramo sem a comprovação técnica de que estão realmente aptas a ensinarem, a falta de manutenção da pavimentação de ruas em todas as cidades, etc. O grande problema é que nós brasileiros, aceitamos tudo de cima para baixo e cruzamos os braços. Reparem na hipocrisia da Lei Sêca no Brasil: o cara atropela quatro ou cinco, embriagado, é detido e liberado após pagar fiança e vai aguardar o julgamento, se houver, em liberdade. Na Europa e Estados Unidos o cidadão é preso e imediatamente julgado. Se condenado vai direto para o presídio. Isso em menos de uma semana! Nessa republiqueta de faz de conta o assassino comete crime hediondo, fica 9 anos em liberdade aguardando um julgamento que, certamente, o inocentará!! Não acredito que uma lata de cerveja possa ser a culpada por um acidente. Vou criar uma situação hipotética: o cara está voltando de Feira de Santana para Mairi e, às 11:00hs chega no Posto São João, em Ipirá e, como vai almoçar em casa, toma um uísque, um copo de vinho, uma pinga ou uma latinha. Estou falando de TÃO SOMENTE uma dose! Lá adiante ele é envolvido num acidente. Pronto: se houver o bafômetro o sujeito está condenado como o causador. Mas, será? E se o problema estiver num determinado buraco onde o sujeito foi desviar e perdeu o controle da direção e capotou ou bateu em outro carro? Temos aí a omissão do Estado! E se foi a sua inabilidade ao volante que fê-lo desviar de forma errada do tal buraco, uma vez que seu treinamento na Auto Escola não foi um aprendizado de excelência por conta da incompetência ou despreparo dos instrutores? Novamente aí a negligência do Estado ao conceder licença para as tais CFC's com o intuito apenas de arrecadar. Essa praxe acontece em todos os segmentos de concessões. Vide as licenças para "Faculdades" à distância e até presenciais se instalarem!! Vejam a facilidade com que se consegue um Alvará de Funcionamento com o fim de arrecadar, ou a dificuldade em conceder essas mesmas licenças com finalidade idem, para rechear a carteira dos corruptos nomeados por esse mesmo Governo! Voltando à questão da seriedade e celeridade da Europa e América do Norte no julgamento desses casos, se o seu veículo for danificado e a perícia constatar que a causa foi a má conservação da estrada ou rua de uma cidade, imediatamente o poder público responsável é acionado e condenado a ressarcir os prejuízos. Isso com a mesma rapidez que você é julgado, absolvido ou condenado. Esse é o modelo! Isso é ser justo! Se você tem culpa, pague, se não tem, seja indenizado! Como digo sempre, o Brasil adora copiar as coisas "do estrangeiro"... Principalmente as que não prestam! Pra finalizar, contesto veementemente o resultado das "operações" das Polícias Rodoviárias Federal e Estadual e das Companhias de Trânsito, quando comemoram "queda no número de mortes no período do Carnaval deste ano...", como se a Lei Sêca fosse a grande salvadora. Não foi! O que fez diminuir o número de acidentes e vítimas foi o medo puro e simples de sair com seu carro e se envolver num acidente. É correto deixar o carro em casa e sair para a folia. Mas comemorar uma estatística "favorável" porque o medo foi incutido na cabeça do cidadão é, no mínimo, hipócrita! Divirtam-se com nossas "Freeway"!

"Piscinas" nas estradas é um privilégio apenas de brasileiros!
Ônibus com suspensão "preparada" para prova de "Ônibus Cross..."

Tudo isso certamente é causado por um copo de cerveja  ou um enxaguante bucal!!
Não precisamos ir à Suíça comprar queijos!!!


Nenhum comentário:

Postar um comentário