quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Frases de efeito...Retardado!

Resolvi pegar carona mais uma vez na coluna do Augusto Nunes. Vejam algumas frases proferidas por figurões e por ele comentadas. Divirtam-se!


Sanatório Geral

30/01/2013
 às 16:20 \ Sanatório Geral

Comparsas exemplares

“Estamos fechados com Renan”.

Romero Jucá, senador pelo PMDB de Roraima, sobre a candidatura de Renan Calheiros à presidência da Câmara, garantindo que o bando continua unido e confiante na impunidade.

Sherloque malandro

“Até o momento não encontramos nenhuma prova de irregularidade nas acusações contra o senador Renan Calheiros”.

Valdir Raupp, presidente do PMDB, como se tivesse procurado

Haja tapete

“O Brasil durante muito tempo  botou tudo que era inconveniente debaixo do tapete, morador de rua, catador, hansenianos, mulheres escalpeladas do Pará, enfim, tudo que era pobre, tudo que parecia que atrapalhava era colocado embaixo do tapete”.

Gilberto Carvalho, secretário-geral da Presidência, nesta terça-feira, explicando que, como Lula resolveu todos os problemas que estavam debaixo do tapete, sobrou espaço para os escândalos, roubalheiras e casos de corrupção varridos para baixo do tapete nos últimos dez anos.

Essa foi a mais interessante:

Quem dá mais?

“Não vamos fazer oposição, nem ser situação”.

Anthony Garotinho, novo líder da bancada do PR na Câmara dos Deputados, explicando que o partido vai decidir a cada caso, com a bravura e o patriotismo de sempre, qual é a posição mais rentável.

Amor à verdade

“É muito importante que a gente não baixe a cabeça, não aceite a pecha de que o PT é o partido que inventou a corrupção, governa mal ou é o partido da boquinha”.

Gilberto Carvalho, secretário-geral da Presidência, instruindo a companheirada para jurar que o PT nunca se meteu em maracutaias, governa cada vez melhor e não tem um único militante pendurado no cabideiro de empregos públicos

Brasil Maravilha (252)

“O Brasil é um país habituado a realizar grandes eventos, com margem de segurança, de organização, e um acidente, por mais lamentável que seja, não vai alterar a imagem do país diante do mundo”.

Aldo Rebelo, ministro do Esporte, explicando que a tragédia de Santa Marianão vai afetar a imagem externa do Brasil em geral e, em particular, do governo federal, tido pelo restante do planeta como sério, moderno, exemplarmente civilizado, preocupado com a segurança de nativos ou estrangeiros, defensor intransigente da lei e ordem, incapaz de descumprir a palavra empenhada, avesso a práticas ilegais, inimigo jurado da corrupção e parcimonioso no uso do dinheiro público, como tem demonstrado com especial nitidez a preparação da Copa do Mundo de 2014 e dos Jogos Olímpicos de 2016.

Neurônio em ação

“Tragédias iguais a essa não mais se repetirão”.

Dilma Rousseff, sobre o incêndio na boate Kiss, em Santa Maria, revelando que, como já inaugurou o trem-bala, entregou as 6 mil creches prometidas na campanha, concluiu a transposição das águas do São Francisco e liberou para pousos e decolagens o terceiro aeroporto de São Paulo, fora o resto, reservou a primeira quinzena de fevereiro para vistoriar pessoalmente todas as casas noturnas do Brasil

A hora é agora

“Ele poderá fazer uma gestão excelente se quiser entrar para a História”.

Michel Temer, sobre a volta de Renan Calheiros ao comando da Casa do Espanto, revelando que o nome escolhido pelo PMDB fez o que fez quando foi presidente do Senado porque achava cedo para entrar para a História

Puxou ao tio

“Dever ser algum vigarista, né? E lugar de vigarista é na cadeia”.

Agnelo Queiroz, governador do Distrito Federal, ao saber da prisão de um homem que se apresentava como seu sobrinho, afirmando que o falso parente deve continuar onde o tio deveria estar há muito tempo.

Neurônio temperamental

“Eu não falo do aumento do preço de gasolina. Falo da redução do preço da energia”.

Dilma Rousseff, que também não fala no pibinho porque só pensa no “Pibão grandão” que pediu a Papai Noel para 2013.

Nenhum comentário:

Postar um comentário