quarta-feira, 21 de novembro de 2012

A Exuberância do Ipê!

É realmente impressionante: basta um "chuvisco" para o Ipê acordar e nos presentear com sua beleza ímpar, nas cores amarela, roxa e vermelha. Tenho viajado pela Bahia e onde esses garbosos "senhores" vivem causam certamente muito ciúme aos seus "vizinhos". Não tive ainda, no auge da Primavera com todas as árvores floridas, ou quase todas, uma visão tão emocionante! Com a mata se transformando em jardim  a visão é única: flores e mais flores por todos os lados! É claro que é lindo de se ver. Mas a visão, volto a dizer, é única: todas as árvores floridas. Menos os Ipês: a particularidade dessa árvore é o desabrochar solitário, ao final da Estação das Flores, como um capricho seu de se mostrar única e absoluta. Nessa semana, voltando de Caetité, na região de Planaltino e Nova Itarana, paisagem meio seca por conta da insuficiência das chuvas, avisto um Ipê Amarelo lindo e exuberante! Lá estava ele florescido por conta de um "sereno" de chuva, mas que foi suficiente para ele mostrar sua "cabeleira em cachos" amarelos. Outra coisa que observei nessas minhas viagens é que onde está uma espécie as outras não são vistas. Devem ser também, além de exuberantes, narcisistas que não admitem dividir a atenção dos pobres mortais viajantes. Só pode ser essa a explicação para tal detalhe. Deixando os "detalhes" de lado, temos que reconhecer que narcisistas, metidos a besta ou não, são por demais exuberantes, seja na cor amarela, roxa ou vermelha! Floresçam, pois, queridos Ipês para que as nossas viagens possam se transformar em verdadeiras "viagens" pelo nosso imaginário!! 





Nenhum comentário:

Postar um comentário