quinta-feira, 25 de outubro de 2012

As compensações do calor

"Não há mal que sempre dure nem bem que dure para sempre!!" Eu concordo. Apesar de uma semana com um calor infernal - chegamos a 39º na sobra -, mas a sensação térmica era de se estar na frente de uma enorme caldeira. Foi sofrido. Como havia falado dos oásis do sudoeste, quebrei o feitiço: tomei um belíssimo banho ontem à tarde no Rio Corrente!! Que maravilha! Não dava vontade de sair da água. Mais à tarde, o meu colega e fotógrafo Carlos Lopes apanhou imagens lindíssimas a caminho de Correntina. Foi um lindo entardecer devidamente registrado pelo compenetrado "fotógrafo", quando íamos dar um abraço numa das figuras mais bacanas que conheço. Do alto dos seus 85 anos, Sêo Temístocles nos recebe na sua bodega "surtida de um tudo" para um dedo de prosa num final de tarde. Tem-se a impressão de estar frente a frente com um Bandeirante, porque nosso bodegueiro conta histórias e mais histórias do tempo em que não havia estradas e toda riqueza era transportada em lombo de burro, do Mato Grosso, do Goiás e até das Minas Gerais para a região Sudoeste. Pois é: como meu pai ele também fora tropeiro! Muito legal. Para ilustrar esse papo, vejam abaixo algumas fotos lindas de um por-do-sol ímpar.


                                                         Realmente, uma beleza!!




                                                       Sua Majestade, o Sol!!!


Nenhum comentário:

Postar um comentário