quarta-feira, 10 de outubro de 2012

A "Revolução Farroupilha Mairiense!"

Amanheci com o espírito de pesquisador. Após muitos anos afastado dos bancos escolares, resolvi fazer uma busca na História do Brasil e, para ilustrar o resultado do último pleito realizado em nossa cidade, desembarquei no Rio Grande do Sul, em plena "Guerra dos Farrapos". Não há como deixar de lado uma comparação entre a eleição desta semana e aquele conflito. A única diferença é que o Império, pelo poder bélico que tinha e sob o comando de Luiz Alves de Lima e Silva, o Duque de Caxias, alinhavou um acordo e os revoltosos o aceitaram, pondo fim às escaramuças. Voltando ao "império" que tentaram implantar em Mairi, graças a Deus sem sucesso, a revolução foi feita. Não foram necessários acordos porque os "farrapos" mairienses aplicaram fragorosa derrota aos "imperialistas". O "império" mairiense, mostrando-se realmente como é, por várias vezes declarou que "nos comícios deles só tem povinho...", num total desrespeito a quem, há quatro anos atrás, lhe deu a "coroa do império". Não somos "povinho" como pensam essas pessoas. Somos, em muitos casos, excluídos da sociedade produtiva por pura falta de oportunidade, o que aliás não faltou ao clã que até 31 de dezembro próximo governará o município. E isso me dá um frio na espinha!! A Revolução Farroupilha, conhecida como A Guerra dos Farrapos devido ao estado lamentável em que as instalações e fardas dos revolucionários se encontravam, tem a ver com Mairi: nossas vestes não viraram "farrapos" porque tivemos no comando da nossa revolução o "Bento Gonçalves" do Piauí. Não fosse por Raimundo Dentista, certamente que a espoliação do município levaria a imensa maioria de "lisos" ao estado de esfarrapados enquanto um clã se deleitaria com o produto da pilhagem. Isso é História! Pena que os arrogantes da nossa cidade dela nada conheçam! Fazer o quê?!

Nenhum comentário:

Postar um comentário