quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Você Cuida Bem da Sua "Lista"?

video
Vivemos um tempo em que o tempo não mais existe: o garoto quer conversar com seu pai mas esse não tem tempo. Abre então a carteira e dá uma boa grana para o moleque. É claro que o garoto recebe mas fica com o olhar perdido sobre a vultosa quantia que seu pai lhe dera para que o deixasse em paz com os seus problemas do escritório. Ou talvez, aos dezoito anos, o pai dá as chaves daquele carro novo que o rapaz havia comentado num esporádico almoço em família, num domingo em que seu pai tivera o voo cancelado... Ou talvez porque é tão pobre e miserável que não sai do boteco com seus miseráveis amigos a beberem pinga de péssima qualidade... Ou, quando o pai resolve conversar com o filho, agora enturmado com péssimas companhias, o mesmo sempre diz "dá um tempo corôa!! Tô abafado!!" É, ninguém está tendo tempo de ter tempo. Paciência então, "quem havera de ter?", como diria minha querida mãe D. Matilde! Sinal dos tempos... os maus tempos! As tecnologias que se apresentam como ferramentas que agilizariam a nossa vida, nos aprisionam nelas próprias porque o tempo que teoricamente sobraria,  utilizamos para nos prender ao Lap Top, Palm Top, Tablet ou Celular,  numa ânsia de encontrar cada vez mais pessoas que nunca conheceremos cara a cara, enquanto nos esquecemos das que estão ali, do nosso lado, o tempo todo. E são absolutamente reais: nossa família!! Existe "lista de contato" mais importante do que essa "lista" pai, mãe, irmãos, tios, tias, primos, sobrinhos, avós, etc? Decididamente não há! O problema é quando deixamos completamente de lado um ente dessa "lista" porque nos envolvemos com alguém que não tem nenhuma consideração pela sua "lista" e resolve afastar você da sua!! Aí, se não percebermos o mal que estaremos fazendo à nossa querida "lista" e a nós mesmos, o remorso será nosso companheiro por toda a vida. E não deve haver castigo pior que passar a vida inteira com remorso e se torturando dia após dia. Por isso, dedico esse vídeo a todos vocês para que reflitam bem sobre o tratamento que estão dando à sua "lista", principalmente aos integrantes mais velhos. O que o Zezé di Camargo declama é a letra de uma música com uma mensagem profunda, chamada Couro de Boi. Essa música e aquela outra, Filho Adotivo, não consigo cantar quando estou com a viola. Apenas faço instrumental, o que já mexe demais comigo. Boas reflexões a todos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário