quarta-feira, 22 de agosto de 2012

A Greve da PF/PRF

Fiquei estarrecido com um cartaz colado num posto da PRF, com os dizeres: "PRF - POSTO FECHADO. PASSAGEM LIVRE PARA O TRÁFICO DE ARMAS E DROGAS!" E mais abaixo culpam o Governo. Essa atitude me lembra a greve da Polícia da Bahia, mais notadamente em Salvador onde um grupo de "policiais" em motos - cerca de 15 com garupa - e encapuzados, de armas em punho, aterrorizaram a população, fazendo exatamente o que deveriam combater. Ou seja: ficaram do mesmo tamanho que os bandidos. O resultado foi a revolta da população que viu nesses sujeitos um monte de bandidos com fardas. Se o Estado não "lhes agrada" com o que querem (aumento salarial), descem ao nível dos marginais e como bons covardes acuam a população. Por que não foram encapuzados aterrorizar o Jaques Wagner no seu palácio? Qual a culpa do povo nesse imbróglio todo? Nenhuma!! Agora é a vez dos Policiais Federais e PRF. A Ponte de Amizade - tá mais para Inimizade - está sem fiscalização, podendo entrar com drogas e armas a qualquer momento. Essa atitude dos Federais é uma faca de dois gumes afiadíssimos!! Uma fronteira não pode ficar desprovida de vigilância diuturnamente, ainda mais uma fronteira como Brasil/Paraguay, sabidamente problemática. Uma coisa os policiais federais se esqueceram: as armas e as drogas que, com essa "operação desastre" por eles promovida não apreenderam, servirão para ceifar suas próprias vidas daqui a pouco. Vidas essas que em tempos normais e de fiscalização rigorosa são constantemente ameaçadas, imaginem agora com as porteiras abertas!! Acho que deram um tiro no pé e com um enorme canhão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário