sábado, 14 de julho de 2012

A Lei de Responsabilidade Fiscal

Não fosse pela desonestidade dos gestores, essa lei seria muito importante para frear gastos indevidos. E essa é a tônica da Lei de Resposabilidade Fiscal. O problema é que ela só vem à baila quando o sujeito se sente ameaçado por greves e outros pontos como reajustes anuais, pagamento de gratficações, etc. O (des)governo Wagner está, como todo covarde, se escondendo atrás dessa Lei para bater pé firme e não conceder o que de fato fora acordado entre seu governo e os professores! Além de intransigente, caloteiro. Se ele de fato respeita essa lei, como se explica a "irresponsabilidade fiscal" para doar, segundo a mídia baiana, R$12.000.000,00 (doze milhões de reais) à escola de samba Portela, do Rio de Janeiro, no carnaval passado? E os gastos astronômicos com propaganda que fez um honesto jornalista se demitir de um blog do Bocão por não concordar em omitir tal informação? E a contratação do Jorge Portugal pagando R$250,00 por hora/aula e aportando na empresa do professor/poeta R$1.600.000,00? Esse valor hora/aula de R$250,00 nem todo Professor de renomadas universidades ganham. O compositor de A Massa ganha esse valor para ministrar aula para o Nível Médio!!! Não duvido da sua competência. A minha dúvida é se essa contratação emergencial é legal. Aliás, o Ministério Público já está se movimentando no sentido de analisar as Planilhas que a tal empresa deverá apresentar para concluir pela licitude ou não da coisa. Pois é!

Nenhum comentário:

Postar um comentário