terça-feira, 26 de junho de 2012

"Ao Mestre com Carinho"

Nada pior do que se estar dividido entre dois amores, duas decisões, dois sentidos, etc. Isso me faz lembrar D. Matilde quando me dizia "dois sentido não assa milho"! E é verdade! "Dois sentidos não assimilam", realmente. Por conta da minha ansiedade em publicar a última postagem onde aponto as possíveis safadezas eleitorais desse ano e a espera da minha  carona para Salvador com meu sobrinho "pontualíssimo" Fernando de Lucília, presumo o aparecimento de gigolôs que explorarão a safadeza do eleitor para se darem bem. Ocorre que ao escrever "...gigolores", dei um tremendo tapa no nosso Português. E não foi por falta de aviso! O bendito Corretor Ortográfico me alertou para o erro. Lembram que quando digitamos uma palavra errada aparece um sublinhado em vermelho, chamando-nos a atenção? Pois é: olhei rápido mas resolvi ignorar. Como aquela ferramenta tem sempre razão, vim a viagem quase toda matutando onde estava o erro. Entre um ponto de lentidão e outro na BR 324, matei a charada: "droga!! O erro está no plural da palavra: gigolôs e não gigolores!!!" Dúvida sanada, faço esta postagem para assumir a minha limitação e aprender comigo mesmo. Da próxima vez que vir o sublinhado procurarei o termo certo antes de publicá-lo. Poderia editar a postagem e corrigir mas não seria honesto com você nem comigo, principalmente. Portanto, lembrando o maravilhoso filme estrelado por Sidney Poitier, dedico ao Corretor Ortográfico, com todo carinho!
Obs: Recorri ao Google para ver como se escreve o sobrenome do ator. A primeira grafia estava errado!! Bendito Google!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário