quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

O Grande Show!!

É assim que defino o espetáculo produzido pelas Carêtas de Mairi!! Excepcional mesmo! Cada um que teve a intenção de se inscrever no Concurso de Carêtas caprichou no visual, na animação e na originalidade. Tinham as outras Carêtas que só queriam se divertir sem a preocupação de ganhar o concurso. E isso faz com que nossa cidade a cada ano se inspire, SOZINHA, para superar todas as dificuldades e fazer uma brincadeira realmente linda de se ver e rir. Ontem foi o dia da originalidade, sem dúvida: desde a "Bananeira Andante", ao "Licurizeiro" com enxerto de goiaba, ao "Jornal Andante", o Robô de papelão, a Pirâmide que detestava sol com sua sombrinha no topo para protegê-la, a dupla que ficou em 3º lugar por dar uma satirizada em Tereza Cristina a vilã da novela Fina Estampa, etc. Até um Professor Pardal com seu invento de isopor que fazia sua engenhoca funcionar, provavelmente  à custa de baterias, imagino eu. O melhor  é que sua invenção funcionou perfeitamente até o final do concurso! Nota dez! Fiquei um pouco triste quando vi, ainda cedo por volta das 14:00   ou 14:30hs, uma fantasia bem original e bem acabada: um jovem envolto inteiro em papel alumínio com calça, saiote, chapéu e tudo. Só papel alumínio. Estava bonito. O nosso amigo só não previu a "lua" que o fez passar mal antes do desfile e ter que tirar aquela indumentária toda. Aliás, tirar não, rasgar literalmente. O moço estava passando mal realmente. Além do calor produzido pelo material usado, por baixo ele vestia uma roupa de cor bem escura, piorando ainda mais a sua situação. Foi lamentável porque estava bem feito. Depois desse susto nosso amigo certamente vai usar a sua criatividade numa fantasia mais confortável. Aliás, esse conselho vale prá todo mundo: nesse período nossa cidade tem temperaturas elevadíssimas. Por isso, vamos com cautela e caprichar na escolha dos materiais. Outro bom momento foi duas Carêtas fantasiadas com palha de banana sêca:  ficou também muito legal e caprichado.  Me fez lembrar da série de programas exibidos pela TVE, Bahia Singular e Plural, em Nilo Peçanha, com o personagem Nêgo Fugidiu! Posso estar errado na cidade. Acho que essa manifestação é mesmo em Nilo Peçanha. Vi também a irreverência de algumas grávidas sendo que uma empurrava um carrinho de bebê com um "pequenino" dentro e a barriga "naqueles mundo", como diria minha mãe. Legal. Vi também dois verdadeiros atletas com suas roupas de Pierrot laranja e roxo e outro vermelho e preto. Mesmo debaixo daquele sol os dois não paravam de correr. E os vi em vários cantos da cidade no mesmo pique. Esses são atletas. Mas o ponto alto, ao meu ver, foi a criatividade, inteligência e preparo físico dos "Transformers!!" Por isso foi mais que merecido o 1º lugar! Sinceramente, pensei só ver algo do tipo nos Sambódromos do Rio de Janeiro e São Paulo. Lá sim, os artistas têm condições de criar à vontade: eles recebem muito dinheiro para isso. Aqui, apenas uns pedaços de madeira, papelão e muita inteligência fazem a diferença do espetáculo. Parabéns, portanto, ao grupo que fez esse belo trabalho. Para o ano sai melhor, se Deus quiser!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário