sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

O Onze de Setembro Brasileiro

Não dá para não voltar àquela fatídica data!! Até as imagens pareceram conspirar para que ficasse tudo igual, guardadas as devidas proporções: centro da cidade e cartão postal, aliás, o Rio de Janeiro é sem dúvida um enorme cartão postal a céu aberto. As favelas no entorno da cidade maravilhosa servem para valorizar ainda mais o visual da sua parte bonita. O destino só errou no fuso horário: nos EEUU a tragédia foi às 8 da manhã, no Rio, às 8 da noite. Mas tudo bem. Tivemos também nosso "onze de setembro". Além da diferença no fuso horário, temos a maior e pior diferença entre os dois acontecimentos: o Onze de Setembro original foi um ato terrorista sem a intervenção ou conivência do Estado. O nosso "Onze de Setembro" também teve se lado terrorista e atentatório. Não é de hoje que tampas de bueiros são laçadas a centenas de metros de distância por causa de rotineiras explosões vindas das galerias. Não é de hoje também que a população do Rio cobra providências por parte dos administradores públicos. As tais explosões aconteciam devido a vazamento de gás de cozinha que, na maioria da cidade, é canalizada e passa pelas galerias pluviais. Numa mais recente, um restaurante se desintegrou por conta de armazenamento de botijões industriais na cozinha do mesmo, SEM a autorização da prefeitura do pavão Eduardo Paes e sem laudo do Corpo de Bombeiro atestando a segurança da cozinha do estabelecimento. É ou não um atentado terrorista perpetrado pelos órgãos públicos? Negligência também é crime!! Outro dia foi a vez da companhia de energia elétrica "fazer sua parte", com a explosão de um transformador de altíssima voltagem, também instalado no subsolo da cidade. Muitos falaram em multas, que o transformador havia passado por revisão, etc., mas, como sabemos, a água é um excelente condutor de eletricidade. As águas das galerias subiram, atingiram o transformador causando curto circuito. Vemos tudo isso acontecer e não nos precavemos. A minha querida Mairi também terá o seu "onze de setembro"! Não pensem que estou desejando tal coisa, mas sim constatando o que será óbvio se providências não forem tomadas. Estou falando do nosso "Grand Cannyon" e atração turística da sede, localizado no início da av. ACM, em frente ao Estádio Municipal. As chuvas ainda não chegaram e aquele lugar é passagem obrigatória de enxurrada. Ninguém consegue dominar a fúria das águas, ainda mais quando lhes cortam o seu curso natural sem alternativas. A água não perdoa! Pelo visto vamos ver uma carreta Bi-trem ou um ônibus escolar ou da Águia Branca ser tragado pela cratera para alguma coisa ser feita. Peço encarecidamente ao nosso Prefeito Antonio Cedraz uma definição para aquele problema. Com as chuvas e o piso encharcado a erosão vai aumentar e fatalmente chegará à pista. O problema é que só vemos as infiltrações quando não há mais remédio... Por que esperar um "Onze de Setembro?" Será que já não bastam os que tivemos?

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

A "Resposta" da Embasa

Estamos sofrendo com os efeitos da estiagem em grande parte do Brasil. Até o "sul maravilha" tá de balde na mão. Nós, enquanto população, temos nossa grande parcela de culpa: é muito comum vermos o desperdício correndo solto. O que não dá o direito à Gerente da Embasa local de atender mal à população Até porque ela é, pelo menos na teoria, a pessoa indicada para prestar todos os esclarecimentos. Como Gerente, ela deve ter relatórios dando conta dos níveis das barragens de captação e detonar alertas com antecedência. Nesse período não o fez. Quando já estávamos com o racionamento batendo à porta ela colocou um carro de som dando conta da situação. Aí já era tarde e a Inês e as vacas de alguns criadores já estavam mortas. Mortos também, pelo menos de raiva,  devem ficar as pessoas que procuram a Gerência local pra obter um mínimo der informação. As vozes são uníssonas em afirmar que são atendidos com má vontade e grosseria. A última que tive informação, um cidadão foi tirar dúvidas com a referida senhora e, de repente, após alguns questionamentos, ela disse pro cidadão que lhe paga o salário: "se vire!!" Bem, ao que sabemos essa expressão é originária dos bordéis onde, por falso moralismo, os homens casados não admitiam que suas esposas demonstrassem qualquer expressão de prazer na hora da transa daí a procura nos prostíbulos da mulher que, por ser paga, teria de fazer o "serviço completo" o que incluía relação anal. Daí a famosa e não menos ordinária expressão "se vire." Convenhamos que para alguém que é responsável pelo escritório de uma empresa pública e com a grandeza da Embasa, isso é deplorável. Pelo que sei essa senhora não é de Mairi; aí eu pergunto: será que precisávamos importar incompetência? Será que dentre nossos patrícios não teríamos um incompetente de vocabulário menos ordinário que pudesse assumir essa gerência? Vai entender essa "cumpanheirada!!"

O Brasil é bicampeão!!

Ôba, ganhamos mais um título consecutivo. Agora somos bicampeões em má distribuição de impostos arrecadados!! Ficamos novamente em último lugar e perdemos até para o Paraguay!! Não é fantástico? Essa pesquisa foi divulgada hoje pelo JN e deixou muita gente intrigada. Pergunto: por que batemos recordes de arrecadação todos os meses e continuamos cada vez mais miseráveis? Há quem diga que a vida do brasileiro melhorou. Será? Tiram de quem produz para distribuir com quem nada faz, além de filhos e mais filhos, provavelmente futuros usuários de crack. É uma triste constatação realmente.  A intenção do Bolsa Família poderia ser boa se não a perpetuassem. Cada vez mais somos onerados em nossos produtos e salários para que políticos sacanas alimentem a legião de vadios que começou a existir no Brasil e alimentar, de quebra,  as suas eternas reeleições! Na ditadura, em tempos de estiagem ou com perda das colheitas por excesso de chuva, as frentes de trabalho eram acionadas, como forma de manter o sustento das famílias afetadas pelas calamidades. E duravam no máximo cinco ou seis meses. Ao término do período cada um voltava para sua terra e recomeçava a labuta. Hoje? Procure alguém prá fazer uma faxina em sua casa prá ver se acha?! Somos irremediavelmente "Um País de Tolos" (Governo Lula) e agora "País Rico é País sem Fome" (Governo Dilma). Como fazer então para saciar a "fome" dos "cumpanheiros" que mais parecem roedores vorazes? E não estou falando do PT! Agora a coisa generalizou de vez: eu achava que só faltava o PCdoB revelar seus dentes de ratos: foi feito com o ministro xará. Se somos a tão badalada 8ª economia mundial por que continuamos em último lugar no que diz respeito ao retorno dos impostos em forma de educação, segurança, transporte, moradia, enfim, infraestrutura completa? Por que se deixa acontecer roubalheira como a do Metrô de Salvador que até hoje, 13 anos depois, não tem um quilômetro pronto para operar e há a denúncia de que os trens encomendados vieram errados? Ou seja, alguém "comeu mosca" na hora da compra!?  E ninguém é responsabilizado por isso!! Prefeito que era Governo vira oposição e quando a Oposição ganha o tal prefeito de oposição vira Governo!! Depois ficamos boquiabertos com as revoltas sociais que os Chilenos, Argentinos, etc promovem. Claro! São um povo consciente dos seus direitos e com dignidade no sangue. Nós, brasileiros, somos filhos da escória portuguesa que se misturou com a malemolência do índio e a submissão dos escravos africanos. Somos a mistura mais ordinária. A saída é promovermos uma "limpeza" no nosso passado, tentando honrar, pelo menos os grandes guerreiros índios e os Príncipes e Princesas africanos dos quais descendemos diretamente.

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Ambulância não é Rabecão!!

Outro dia, um parente de um amigo faleceu em Salvador. Foi triste, claro, mas o mais triste é ver pessoas com intelecto desenvolvido, a conta bancária idem, e ainda assim quererem sugar a Prefeitura! Deus do céu, será que quando alguém com um Honda Civic estalando de tão novo, como presenciei outro dia em Eunápolis, entra na Farmácia do Povo, que é, pelo menos na teoria, para servir à população de baixa renda e que tem uma quantidade de remédios reduzida, para "economizar" adquire os remédios que lhe foram prescritos, não está cometendo também um crime? Ou será que crime é só matar? O que presenciei em Eunápolis é roubo: quem, por força do poder econômico ou posição social tira o direito do menos favorecido está a roubar-lhe, no mínimo, uma oportunidade. Sim!! A madame leva seus medicamentos enquanto aquele que está juntando os trocados para adquiri-los, quando consegue a quantia tem a informação da atendente da Farmácia: "estamos em falta..." Todos defendemos a tal cidadania. Defendemos a nossa; a dos outros jogamos no lixo. Voltando ao meu amigo, eu soube que a Prefeitura foi acionada para liberar uma ambulância para fazer o traslado do corpo que estava no Roberto Santos. Por sorte (da população), a solicitação esbarrou na negativa da Secretária de Saúde do município! As pessoas têm que entender que ambulância é para transportar PACIENTES e não PASSAGEIROS OU DEFUNTOS! É comum vermos as ambulâncias de inúmeras cidades do interior transportarem pacientes e passageiros na mesma viagem! É absolutamente errado. O pior é que nos conformamos com o famigerado "ruim com ele, pior sem ele!!" Uma pinóia! Tinham de exigir da sua prefeitura transporte adequado para cada situação. Parabéns, portanto, à Secretária de Saúde de Mairi. Como Enfermeira, certamente ela conhece os limites para tais concessões. Pelo menos um perigoso precedente não foi aberto.

                                                               #########

Aguardem outros esclarecimentos sobre a escola GEGV! Estou de férias mas atento.

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Meu ponto de vista: Uns versinhos de desencanto!!

Meu ponto de vista: Uns versinhos de desencanto!!

Uns versinhos de desencanto!!

                        O Cordel de Mairi
Já faz tempo que conheço
Minha cidade, meu lugar
Como também já faz tempo
Que eu não  vejo ela andar
Parece que hoje em dia
Entrou em tal  letargia
Que não vai mais prosperar!

Olhe, moço, eu já vi
Coisas boas nesse lugar:
Teve três ou quatro bancos
Todos a negociar
E boi gordo não faltava
De caminhão se transportava
E os frigoríficos a comprar.

Salvador, ou Fortaleza
Não importava o destino:
Sendo boi de Mairi
Nêgo comprava sorrindo
Sabiam da procedência
Gado bom por excelência
Coisa boa, trato fino.

Recife também fazia
Parte do nosso roteiro
Recebia sua cota
Em caminhão boiadeiro
Zezito, Didi e João Borges
Usavam os bancos, não alforjes
Prá guardar muito dinheiro!

Hoje? É só tristeza!
Nem banco aqui tem mais!!
Tem “dois” que emprestam grana
A juros altos demais
Pior que os agiotas
Que são meus compatriotas
Que não me deixam  mentir, jamais.

Tá pensando que Mairi
Tá indo rumo ao progresso?
Vejam então o nosso ensino
Que já fez tanto sucesso!!
Hoje está privatizado
Com dois ou três beneficiados
Em situação de regresso.

Deixaram fechar a CNEC
O que mais inda vão fechar?
O Abelardo, o Edeltrudes...
Aonde vamos estudar?
Se até no GEGV
Pois bem, veja você:
Os livros  tem de comprar!!

“Mas lá o ensino é grátis
Porque pública é a escola!!”
Mas então me responda:
Bem depressa, bem agora:
Por que adotaram livro
Da Editora  Positivo
Se o do MEC não demora?

“Só pode ser prá melhorar
A qualidade do ensino!!”
“Fica sentado esperando
Ser tapeado sêo menino!!”
Os tais Módulos são vendidos
Depois de feitos os pedidos
 SOMENTE em Zé Claudelino!!


O pior de tudo é o preço:
Prá muitos, altos demais
Vejam então a bela sinuca
Em que botaram muitos pais
Quem tem  o Bolsa Família
Com dois filhos e uma filha
Prá comprar, como é que faz?

A coisa fica pior
Com a forma de pagamento:
“É só à vista ou com cheque
Que seja do próprio emitente”.
E quem não puder comprar,
A escola vai tratar
Seu filho  como indigente?

Acho que isso é perverso
Mas são os pais que não reclamam
Ficam pelos cantos falando
E as discussões não inflamam
Então,  Diretor de escola
Junta a turma,  deita e rola!
Tudo isso é pura trama.


O aspecto da cidade
Tá mais ou menos, eu diria
E agora depois das “festas”
Tá aquela calmaria
Tem muita gente zanzando
Ninguém vendendo ou comprando
“É Mairi!! Quem diria!!”

E pensar que nos bons tempos
Os bancos viviam “entupidos”
“Quero plantar”, “Quero engordar!”
Era enorme o alarido
Mil  Propostas a tomar
Outro tanto a liberar
Isso eu presenciei, amigo!!

Faço um apelo a esse povo:
“Vamos mudar nosso rumo”
Afinal, ninguém é cachimbo
Pro tempo todo levar fumo!!
Vamos ficar mais espertos
E melhorar, estejam certos
E botar Mairi no prumo.



Doze unidades tem a dúzia
Doze meses tem o ano
Doze apóstolos teve Cristo
Doze vezes eu conclamo
Doze horas, mês de outubro
Doze mil semblantes rubros
O número doze teclando!

Mairi, janeiro de 2012
  Orlando Araújo.











segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

GEGV: Escola Pública?

Mudaram a sede da escola, mudaram os critérios do ensino: certamente querem privatizar um dos maiores patrimônios de Mairi, o Grupo Escolar Getúlia Vargas!! O que era para oferecer ensino público de qualidade e de graça, está saindo mais caro que as gananciosas escolas particulares. Existe a justificativa para a escolha dos tais Módulos de ensino: melhorar a sua qualidade!! Pois sim! Existe também, insistência em manterem nessa "melhora da qualidade..." professores que em nada ajudam na construção dessa alardeada melhora. Quando um percentual de reprovados numa sala é considerado muito baixo ou, dentro das expectativas, certamente que a responsabilidade é do aluno. Seja por falta de interesse pelo conteúdo, seja por "filar" muitas aulas, etc. Isso se justifica. O que não justifica é a manutenção de um professor na sala de aula que reprova em torno de 50% (cinquenta pior cento) dos seus alunos! Nesse caso específico, a deficiência está claramente  no professor e na sua metodologia de ensino. E isso vem acontecendo frequentemente. Vários pais se queixam de professores que estão firmes em salas de aulas que certamente não estão contribuindo para a tal "melhoria da qualidade do ensino" tão pretensamente divulgada. Outro ponto absurdo é a adoção dos tais Módulos, uma vez que o MEC tem e distribui gratuitamente os livros didáticos, inclusive com a orientação da devolução ao final do ano letivo, com a finalidade de serem reaproveitados por outros alunos no ano seguinte. Isso é absolutamente correto! Quantos pais que têm filhos em escolas públicas podem comprar Módulos ou outros livros didáticos? O mais desumano, prá não ir mais longe, é direcionar de forma perversa a compra para uma única livraria, num claro ato de favorecimento ilícito. Sabemos que como o médico não pode indicar a farmácia ou laboratório aos seus pacientes, assim também as escolas públicas NÃO PODEM determinar essa ou aquela livraria para a aquisição do material escolar. Além de ilegal é imoral. O que há por trás desse perverso favorecimento?

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

"A Ganância dos Padeiros Mairienses"!

É lamentável que o panificadores de Mairi entrem na ciranda da ganância, contra todas expectativas inclusive da Associação Brasileira da Indústria de Panificação - Abip, de que os moinhos não deveriam ou não teriam justificativa para o aumento da farinha de trigo. Segundo o jornal O Estado de São Paulo, os Estados Unidos e outros grandes produtores da Europa não vão aumentar o preço do trigo por estarem vivendo uma crise econômica, o que seria um paradoxo. Mas em "Mairi City" tudo é diferente: anunciou o aumento do salário mínimo e tudo começa a desembestar, em relação às remarcações. Os comerciantes nem esperam a reação do mercado interno ou externo para tomar uma decisão. A lógica deles é simplesmente aumentar os preços. Todos nós consumimos o "pãozinho de sal" de cada dia que, até 31/12 custava R$-0,20 (vinte centavos de real). A partir do dia 02/01/2012 nosso mais popular alimento passou a custar R$-0,25 (vinte e cinco centavos de real). Não precisa ser economista para ver o absurdo do aumento: exatamente 25% (Vinte e cinco por cento!!). Se tivemos um aumento do salário mínimo em torno dos 14%  (Quatorze por cento) e a farinha de trigo ao sofreu reajuste no preço, por que um aumento de 25% no pão francês? E o pior vem agora: aquele pão de sal maior, conhecido como "vara" ou "bengala" sofreu o extorsivo aumento de 50% (Cinquenta por cento!!). Passou dos R$0,50 (cinquenta centavos de real) para R$-0,75 (setenta e cinco centavos de real!! O nosso mal é que achamos que "vinte e cinco centavos" não são muita coisa. Ledo engano: se seu salário ou seu dia de pedreiro não subiu no mesmo patamar você está sendo extorquido. Todos querem combater a inflação ou, pelo menos, reclamam quando ela começa a dar o ar da graça. Pelo visto os mairienses que sofrem com a falta de tanta coisa, ainda têm de  combater também a ganância dos nossos panificadores!! Sugestão: 01 dia sem comprar pão! E no dia seguinte não comprar as famosas "torradas", produto que sabemos ser o resultado do chamado "pão dormido". Pronto. Queria ver o resultado.
 Vejam abaixo a matéria do Estadão.





Abip rebate especulação sobre trigo.

De acordo com o presidente da Associação Brasileira da Indústria da Panificação (Abip), empresário Alexandre Pereira, o preço do trigo está estável pelo menos até agora. Segundo ele a pressão dos moinhos para que haja aumento na farinha é desnecessário. Para o empresário, o preço atual do dólar, cerca de R$ 1,80, não justifica o aumento, porque já esteve assim antes.
Ele observou que, com a queda do dólar - que chegou a faixa de R$ 1,50 -, os moinhos não baixaram o preço da farinha de trigo e, agora que está mais alto cerca de 20%, não tem justificativa um novo reajuste, porque é o mesmo patamar de meses atrás. “Eu não concordo com aumento especulativo da farinha de trigo, porque será uma maneira de prejudicar os consumidores numa época de dificuldades”, destaca.
O empresário garante que neste mês não há perigo de aumento nos derivados do trigo, principalmente o pão, porque a questão do novo preço do dólar não justifica. Pereira informou que Abip vai fazer uma reunião especial ainda neste mês para se colocar contra a um possível aumento do preço da farinha de trigo com base na atual situação do dólar.
 

ABASTECIMENTO NORMAL
O representante da indústria de panificação disse ainda que o abastecimento de trigo está normal, sem qualquer aumento de preço por causa da crise econômica que está forte na Europa e Estados Unidos. Esses países, segundo ele, precisam exportar e, por isso, não vão aumentar preço do trigo e muito menos de outros produtos.
Alexandre Pereira viajou ao Rio de Janeiro para participar de evento da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro dos preparativos para comemoração do Dia Mundial do Pão, que vai acontecer no próximo dia 16. Ele observou que o consumo de pão no Brasil ainda está muito baixo, 33 quilos por ano, sendo que o ideal seria o dobro

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Não duvide do policial!!

Esse advogado certamente pensará duas vezes antes de insultar a capacidade interpretativa de  um policial! Bem feito. Quem manda ser marrento!?




Aula de Direito da PM
 
  Um advogado dirigia distraído quando, num sinal de PARE, passa sem parar, em frente a uma viatura do GOPE.
 
 
 
Policial: - Boa tarde. Documento do carro e habilitação.
Advogado: - Mas por que, policial?
Policial: - Não parou no sinal de PARE, ali atrás.
Advogado: - Eu diminui e como não vinha ninguém...
Policial: - Exato... Documento do carro e habilitação.
Advogado: - Você sabe qual é a diferença jurídica entre diminuir e parar?
Policial: - A diferença é que a lei diz que num sinal de PARE, deve-se
parar completamente. Documento e habilitação.

Advogado: - Ou não, policial. Eu sou advogado e sei de suas limitações na
interpretação de texto de lei. Proponho-lhe o seguinte: Se você conseguir
me explicar a diferença legal entre diminuir e parar, eu lhe dou os
documentos e você pode me multar. Senão, vou embora sem multa.

Policial: - Positivo, aceito. Pode fazer o favor de sair do veículo, Sr.
Advogado?

O advogado desce. Então os integrantes do BOPE baixam o cacete. Soco pra
tudo quanto é lado, tapa, botinada...
O advogado grita por socorro, e implora para pararem.
 
E o policial pergunta:
- Quer que a gente PARE ou DIMINUA?
Advogado: - PARE!...PARE!...PARE!...
Policial: - Positivo... Documento e habilitação!

domingo, 1 de janeiro de 2012

Presente de Drumond

Pessoal, dá só uma lida nesse "conselho" do Carlos Drumond que me foi enviado pela Cacilda Braga, grande amiga de Salvador: repara se não é muito bacana!? Portanto, tudo depende exclusivamente de nós. Reflitamos, pois. Grande abraço e faça seu 2012 feliz.






COMPARTILHANDO COM VOCÊ  A SEGUINTE DÁDIVA  DECarlos Drummond de Andrade...
DESEJO QUE  O ANO DE 2012 CHEGUE REPLETO DE PAAAAZ!
ABRAÇOS,
CACILDA




FELIZ OLHAR NOVO!!!
O grande barato da vida é olhar para trás e sentir orgulho da sua história. 
O grande lance é viver cada momento como se a receita da felicidade fosse o AQUI e o AGORA. Claro que a vida prega peças. É lógico que, por vezes, o pneu fura, chove demais... Mas, pensa só: tem graça viver sem rir de gargalhar pelo menos uma vez ao dia? Tem sentido ficar chateado durante o dia todo por causa de uma discussão na ida pro trabalho? 
Quero viver bem! Este ano que passou foi um ano cheio. Foi cheio de coisas boas e realizações, mas também cheio de problemas e desilusões. Normal. Às vezes se espera demais das pessoas. Normal. A grana que não veio o amigo que decepcionou o amor que acabou. Normal. 

O ano que vai entrar não vai ser diferente. Muda o ano, mas o homem é cheio de imperfeições, a natureza tem sua personalidade que nem sempre é a que a gente deseja, mas e aí? Fazer o quê? Acabar com seu dia? Com seu bom humor? Com sua esperança? 

O que eu desejo para todos nós é SABEDORIA! 

E que todos saibamos transformar tudo em uma boa experiência! Que todos consigamos perdoar o desconhecido, o mal educado. Ele passou na sua vida. Não pode ser responsável por um dia ruim... Entender o amigo que não merece nossa melhor parte. Se ele decepcionou, passe-o para a categoria 3, a dos amigos. Ou mude de classe, transforme-o em colega. Além do mais, a gente, provavelmente, também já decepcionou alguém. 

O nosso desejo não se realizou? Beleza, não tava na hora, não deveria ser a melhor coisa pra esse momento (me lembro sempre de um lance que eu adoro): 

CUIDADO COM SEUS DESEJOS, ELES PODEM SE TORNAR REALIDADE.
Chorar de dor, de solidão, de tristeza, faz parte do ser humano. Não adianta lutar contra isso. Mas se a gente se entende e permite olhar o outro e o mundo com generosidade as coisas ficam diferentes. 

Desejo para você esse olhar especial. 

O ano que vai entrar pode ser um ano especial, muito legal, se entendermos nossas fragilidades e egoísmos e dermos a volta nisso. Somos fracos, mas podemos melhorar. Somos egoístas, mas podemos entender o outro. O ano que vai entrar pode ser o bicho, o máximo, maravilhoso, lindo, espetacular... ou... Pode ser puro orgulho! Depende de mim, de você! Pode ser. E que seja!!! 

Feliz olhar novo!!! Que o ano que se inicia seja do tamanho que você fizer. 

Que a virada do ano não seja somente uma data, mas um momento para repensarmos tudo o que fizemos e que desejamos afinal sonhos e desejos podem se tornar realidade somente se fizermos jus e acreditarmos neles!!!"

 
Paz e bem!!!!!!!!