sábado, 20 de agosto de 2011

"Pense num absurdo, acontece na Bahia!!"

Essa célebre frase foi dita pelo então Governador da Bahia, Otávio Mangabeira, se não me falha a memória já sofrendo assédio de um certo alemão. Pois bem: sabemos das atrocidades cometidas pelo regime do III Reich, fruto do autoritarismo absoluto de Hitler, e até hoje causam dor e revolta. Era comum os covardes, para terem salvo conduto, delatarem inclusive membros das suas famílias e assim gozarem do benefício. Publiquei uma matéria há algum tempo atrás escrita pela Drª Consuelo Novaes Sampaio e estampada no jornal A Tarde, onde ela dá conta de que, para fazer com que os funcionários do estado que quase não iam trabalhar, efetivamente fossem obrigados a comparecerem aos seus locais de trabalho, o Excmº Secretário de Estado da Administração, Dr... (quem é mesmo o imbecil?) "convidava" os funcionários assíduos a delatarem os faltosos ou ausentes: o povo contra o povo, colegas contra colegas. Essa é a fórmula apresentada por um secretário de administração que, ao meu ver e ao ver de muitos outros indignados, assina o Atestado de Incompetência Administrativa. Enquanto ele espera que os funcionários públicos (humilhados e pilhados) se degladiem numa verdadeira carnificina administrativa, o seu (dele, felizmente!) PT enche as Secretarias do Estado de funcionários caros sem a menor competência a não ser a de se aproximarem da "cumpanheirada" para se darem bem! É o nazismo implantado no Estado. Agora, o pior é quando outro imbecil resolve copiar um modelo tão abominável quanto o citado! Nossa querida Jacobina está passando por esse processo no âmbito da 16ª Dires. Depois de uma passagem brilhante do Dr. Ivonildo Bastos por aquela Regional o desastre veio com força total, com a indicação da enfermeira Kátia Alves pelo Deputado Federal Amaury Teixeira. Aliás, o deputado transferiu recentemente seu domicílio eleitoral para Jacobina! Futuro candidato a Prefeito? Pois é: se seus votos para esse pleito dependerem do seu cabo eleitoral à frente da Dires a sua candidatura estará, com certeza, fadada ao fracasso. Quem quiser confirmar o Estado Nazista implantado dentro da Dires basta ficar nas suas imediações que será possível ouvir os gritos histéricos da Diretora na sala de reuniões dizendo que tem poder (Shirra!!) e que falou não sei com quem... Que alguns funcionários lhe "devem subserviência" e outras imbecilidades mais. De que forma ela traz para seu lado alguns "delatores"? Simples: oferece um Café da Manhã hoje, amanhã permite que façam alguma viagem que lhes renda 40% (quarenta por cento) do valor de uma diária (R$64,00), o que dá cerca de R$25,60 (vinte e cinco reais e sessenta centavos)!! Competência administrativa parece não ser o forte da "cumpanheirada". O absurdo começou no centro do Poder Estadual e desaguou na nossa pobre 16ª Dires. É muito azar de nossa parte. Né não?

Nenhum comentário:

Postar um comentário