quarta-feira, 27 de julho de 2011

O escândalo chamado CNEC!

Às vezes me ponho a pensar o que faz pessoas decentes mudarem tão radicalmente de comportamento num curto espaço de tempo. Das duas uma: ou nunca foram decentes realmente ou sabem ser camaleões e enganam a todos sempre. Meu Deus, parece que foi ontem a construção daquele complexo! Lembro-me muito bem de, algumas vezes, ter ajudado o amigo Luis de Alício na tarefa de limpar a massa que ficava entre os tijolos, numa forma de evitar o reboco, como forma de baratear a obra. E ficou bonito depois de pintado! Lembro do empenho de D. Iracy Leal em organizar a Fanfarra! Lembro a euforia dos pais e professores quando, finalmente, receberam o anexo (prédio de cima) onde se ampliou consideravelmente o número de vagas! E tudo isso, hoje, foi enlameado por verdadeiros moleques que, bastou Alício morrer prá surrupiarem e aviltarem aquela que foi a única Grande Obra da cidade durante vários anos. Nem o Banco do Brasil foi tão importante, visto que não conseguiu caminhar com os passos da sua inauguração. Caiu e hoje é um reles "tamborete" que suga os clientes com seus juros exorbitantes tal e qual um banquinho qualquer. O Colégio Luis Rogério, não!! Passou com galhardia por todas as crises durante todos esses anos. Infelizmente as pessoas morrem, principalmente as que não deveriam morrer. Que o Bom Pai me perdoe, mas é isso mesmo. Aí, com a ausência dos seus Construtores, as aves de rapina caíram sobre a carniça gorda, mostrando que sempre ficaram à espreita, esperando a hora certa de dar o golpe de misericórdia. Quanta vergonha de ser brasileiro, baiano e mais envergonhado de ser mairiense e o pior: ter estudado com pessoas que depois iriam literalmente roubar o que de melhor eu aprendera na vivência com meus pais, D. Iracy Leal e Alício, Flamarion Mendes e mais uns poucos homens que ainda têm vergonha na cara: a DIGNIDADE!! Como os responsáveis pelo afundamento da CNEC Mairi são pessoas amorais, não dá prá dizer "eu te amo meu Brasil" ou, "tenho orgulho de ser mairiense..." Não dá realmente. Estamos em plena crise moral. E eu pensei que isso não fosse chegar no meu rincão querido... Quão tolo fui!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário