Meu Ponto de Vista


domingo, 19 de março de 2017

Corrupção está no nosso DNA!!

Não tem jeito: até conseguirmos "limpar" a nossa raça ainda vai levar muito tempo! Relembremos um detalhe: de quem somos descendentes? Os argentinos são descendentes de espanhóis, os chilenos, bolivianos e venezuelanos, misturados com nativos e espanhóis! Somos o único País que abriu mão da colonização espanhola para nos tornar o que somos: a mais ordinária das miscigenações! A escória portuguesa, índios e escravos! Queriam que o Brasil se transformasse no quê? Uruguai e Paraguai também tiveram um "toque" espanhol. Mas nós precisávamos ser ordinários. Os degredados portugueses seriam as raízes da nossa apodrecida "Árvore Genealógica"! Estava assistindo ao Jornal Nacional ontem e me concentrei numa matéria sobre "as rezadeiras" do Nordeste. Em Pernambuco, procissões levando São José, andavam e rezavam por caminhos pedregosos e secos, pedindo ao santo que intercedesse junto ao Senhor para que no dia 19 de março, hoje portanto, chovesse. Esse dia, dedicado ao santo é um balizador para os nordestinos: se chover no dia de São José, a fartura está confirmada. Agora eu pergunto: com a ganância desenfreada, com a forma de administrar pedaços de terra, com o descaso pela Natureza, como manter as chuvas nas datas que outrora não falhavam? Como encher o saco de São José para fazer chover se, ao olhar ao redor,  o santo não vê um pé de árvore que justifique a formação de nuvens de chuva? Tudo desmatado com a intenção de criar gado gordo e fazer pasto. Aí, o santo, por ser santo e ter poderes, tem de fazer uma "picaretagem celestial" pra atender aos pedidos e rezas de quem esculhambou o mundo? As rezadeiras, por desconhecerem detalhes importantes sobre o clima, continuam na sua fé e, de joelhos no chão, imploram para que São José seja corrompido. Aliás, nesse País, é capaz de neguinho pedir a Deus pra mandar São José fazer chover apenas e tão somente na sua propriedade! Estou fazendo essa postagem no dia de São José, às 22:23 horas. Sinceramente espero que chova até a meia noite. Mas, se não acontecer, não poderemos achar que o santo nos virou as costas. Primeiro, viramos as costas para os ensinamentos de Deus e não respeitamos a Natureza. As consequências são dolorosas mas nós e somente nós as provocamos. Portanto, em tempos de Lava Jato, deixemos São José fora das nossas falcatruas. Afinal, nem todo mundo é corruptível! Muito menos um santo. Ou será que estou enganado? 

quinta-feira, 16 de março de 2017

Médico ou Curandeiro?

Queria começar essa postagem chamando a atenção do Prefeito José Bonifácio: a situação na Saúde parece não estar tão boa. Não sei quem define as contratações de Médicos, Dentistas e Enfermeiros e outras áreas, mas, com certeza, é o Prefeito quem "bate o martelo", assinando os contratos e publicando no Diário Oficial do Município. Pessoas estão reclamando, por exemplo, do atendimento médico do Posto de Saúde da Lapinha. Saiu uma competente e dedicada jovem Médica e assumiu, recentemente, um jovem médico. Pois bem: uma funcionária da Prefeitura acordou com fortes dores e foi para o Hospital local. Não foi atendida por falta de médico. Dirigiu-se então ao Posto da Lapinha, que jurisdiciona sua região e foi informada que pela manhã, naquele dia da semana, só eram feitos atendimentos para portadores de Hipertensão e Diabetes. Mas, e a urgência? Não existem exceções? Foi aconselhada a voltar a partir das 13:00 horas. Fez isso e o jovem médico chegou às 15:30 horas. Quando chegou sua vez, sentou-se e disse o que estava sentindo. O jovem médico lhe pergunta: "O que a senhora toma quando sente dor"? A moça indignada, responde que não era médica e nem se automedicava! Que ELE é que era o Médico! Depois de prescrever um medicamento para ser usado ali mesmo no posto de saúde (eu NÃO usaria), pediu um atestado. Novamente o Jovem médico disse-lhe que só daria o Atestado de Comparecimento. O Atestado de Afastamento só com Dr. João Neto, que vem a ser o Perito da cidade! A minha sugestão para o Prefeito José Bonifácio então é que o Dr. João Neto seja contratado para atender, além das pessoas que ele muito profissionalmente atende, também estender esse serviço aos funcionários da Prefeitura! Fico a imaginar um funcionário que sofre algum tipo de acidente, vai transferido para Salvador, mas o Atestado de Afastamento tem de ser dado pelo Perito de Mairi! Das duas, uma: ou o jovem médico não se garante ou recebeu instruções para negar esse tipo de Atestado. O grande problema é que o funcionário que se sentir lesado ou prejudicado, pode sim procurar o Ministério Público, fazer uma perícia e provar que necessitava realmente do afastamento temporário. Numa gestão não muito distante, outro Prefeito, amigo meu, numa carona de Capim Grosso pra Mairi, após 5 ou 6 meses de mandato, perguntou-me o que eu estava achando da sua administração. Respondi-lhe que tivesse cuidado com as escolhas das pessoas para cargos importantes e que pudessem tomar decisões idem. Disse-lhe também que pessoas do seu círculo restrito estavam de certa forma, sabotando sua administração. Perguntou-me: "É mesmo"? Pedi-lhe então para que prestasse atenção. Pelo visto, não acreditou. Acabou ferrado. Ainda lembrarei a ele aquela nossa conversa daquela viagem. Não nos faltará tempo. Portanto, Prefeito José Bonifácio, tenha cuidado com as suas escolhas. Não sou alarmista nem especialista em coisa nenhuma. Mas sabemos que uma escolha mal feita pode jogar por terra todo um trabalho meticulosamente estudado e com tudo para dar certo.

Povo descarado e metido a moralista!!

O brasileiro não me surpreende mais: estamos sempre merecendo algum adjetivo que deveríamos ter vergonha em recebê-lo. O pior é que parece não haver nenhum esforço da nossa parte pra mudar a situação! Parece que adotamos a temerária filosofia de que "o Brasil é assim mesmo"! Não! Não é! Nós é que somos ou estamos nos tornando nessa lástima comportamental! O Brasil é um País com todas as qualidades climáticas que nenhum outro País no mundo tem! Cientistas chamam o Brasil de Celeiro do Mundo, justamente por ter essa grande diversidade climática, onde o cara da Sibéria pode produzir algo, como os nômades do Sahara! Não transformemos o Brasil em uma "filosofia de vida" ordinária! Precisamos entender urgente que o País tem gente honesta e de caráter impoluto. Vimos, recentemente, um garoto que encontrou um celular na rua, com valor superior a 2 mil reais e, em vez de ser o brasileiro d"o Brasil é assim mesmo", achou no aparelho a forma de encontrar o verdadeiro dono para devolvê-lo. E o fez, negando-se a receber a gorda recompensa para pedir em troca um trabalho. E de que classe era esse gigante Cidadão? Da favela. Classe D ou E, sei lá! Pobre como eu! Temos até político honestos! Pode parecer piada mas é verdade! Até no Judiciário teve uma voz que se levantou e avisou à população: "Ou destitui o Presidente e fecha o Congresso Nacional ou estaremos perdidos de vez"!! Nós, que aceitamos "o Brasil é assim mesmo!!", somo iguais ao "Pedro" e ao "Sérgio": o primeiro, corrompeu o índios com bugigangas para começar a lhes roubar tudo. O segundo, corrompeu as Empresas que operavam no seu Estado, com o intuito nefasto de aumentar, além dos seus, os ganhos dessas Empresas, tornando seus eleitores e seu Estado uma massa de indigentes. Conseguiu! O problema do Brasil parece ter mesmo começado com o tal sobrenome "Cabral"! Tenho um exemplo clássico de que somos "farinha do mesmo saco". Hoje, em Jacobina, estava no SAC - Serviço de Atendimento ao Cidadão, aguardando ser chamado para me recadastrar como "Inativo da Sesab"! Muitas pessoas aguardando o atendimento para diversos serviços e escuto um "cidadão" logo atrás se queixando da demora pra ser chamado. Ele estava com a senha 10, do atendimento para Carteira de Identidade. Pude ver que cada pessoa realmente leva um tempo, até porque é necessário colher as digitais, preencher formulários, etc. etc. Numa hora, ele disse para a pessoa que estava ao seu lado: "...Bom mesmo era quando meu primo trabalhava aqui! Eu nem precisava de senha! Mas agora ele foi transferido pra Salvador...!! Bom; se isso não nos torna do mesmo tamanho que Sérgio Cabral, Renan Calheiros e tantos outros, não sei o que é safadeza! Sob a proteção do "seu primo", esse sujeito passava na frente de todos, independente do horário em que muitos saíram de seus municípios, independente das suas condições de saúde, etc! Que se danassem! É outro grande defeito nosso, do Brasil "que é assim mesmo": somos Cidadãos para reclamar nosso direito mas não  deixamos o outro ser!  É a Cidadania pelo avesso! Como podemos, então, nos indignar com "A Lista de Janot" se de alguma forma fazemos parte dela? Como podemos chamar alguém de ladrão se saqueamos lojas e cargas de caminhões tombados sem nem prestar socorro ao motorista? Não! Não somos melhores do que os "Cabral" ou os Calheiros/Cerveró/Lula da Silva, etc. etc. etc! Precisamos deixar de ser uma "filosofia de vida" aberrante para entrarmos no País decente chamado Brasil, onde ainda tem gente direita. Se não enxergamos é porque não estamos realmente lá!

quarta-feira, 8 de março de 2017

Brasil: A piada (de mau gosto) pronta!

Parece que a nossa classe política não toma jeito: apesar das condenações e da transformação em réu de muitos "peixes grandes" da política nacional, pelo visto, a crença na impunidade parece prevalecer nos dias atuais. Sabemos que é uma praxe discutível quando políticos resolvem apadrinhar seus pares, quando esses são derrotados nas urnas. A prática continua de vento em popa! O Presidente de Assembléia Legislativa do Estado da Bahia, Marcelo Nilo, resolveu agraciar com uma "boquinha", quatro amigos seus. Derrotados nas eleições passadas, a Assembléia Legislativa parece ter tetas muito generosas. E olhem que tem ex Prefeito com recurso negado pelo TCM!! Ou seja: mesmo se você estiver emporcalhado no lamaçal dos desvios de verbas, superfaturamento de obras, propinas de toda sorte, etc., se você for amigo do Marcelo Nilo, fique tranquilo: você fará parte do quadro (horrendo) da Assembléia Legislativa do Estado da Bahia! E nem precisa ir lá bater ponto! Quero ver o ex Prefeito de Mirangaba, de Várzea da Roça e de Boa Vista do Tupim e etc e tal, fazerem jus aos quase 8 mil reais que receberão, cumprindo expediente. Não vão mesmo! E pelo visto a bancada do PT e aliados resolveu, claro, agraciar seus correligionários também; O ex Prefeito de Baixa Grande já é um tipo de aspone por lá! É uma vergonha! Marcelo Nilo desfigura a Casa Legislativa da Bahia, transformado-a num rendez-vous da pior espécie. Enquanto isso o Estado me paga, hoje 08/03/2017, 788 reais de Salário Base! Mas não é inconstitucional empregado receber menos que o salário mínimo? Parece que não, como não deve ser para esses sanguessugas abocanharem 8 mil reais de salário, tirando a possibilidade de reposição da inflação dos últimos 4 anos, onde o Rui Costa, pegando o gancho do delatado Wagner, resolveu penalizar todos os servidores. Aliás, todos não: os que são da facção à qual ele pertence estão se dando bem! Quanto a reposição da inflação, os Servidores Públicos têm 90% (noventa por cento) da culpa: vão ao local de trabalho, cumpram o horário e cruzem os braços! Quero ver qual o Governador que terá peito de demitir todo mundo! Parem essa merda de uma vez e pronto! Mas infelizmente temos o tal pensamento mesquinho do "ruim com ele, pior sem ele"! Então, por essas e outras é que avalizamos, mesmo sem querer, picaretagens como essas que aconteceram na Assembléia Legislativa, sob o comando do Marcelo Nilo. Mas o que me deixa mais irritado é saber que esses moleques que mamam nas tetas do poder, na sua imensa maioria tem fazendas, empresas e o escambau!! São simplesmente safados mesmo! Estamos bem servidos de bandidos!   

quarta-feira, 1 de março de 2017

Choveu em Mairi! A culpa é do Prefeito!

Mais um Carnaval que termia e nos moldes de sempre: idiotas brigando a todo instante no último dia da "brincadeira das Caretas", uma vez que não tivemos patrocínio oficial. Não era de se esperar outra coisa: idiotas grau máximo estacionam seus carros com "paredões" na Praça J. J. Seabra, relativamente pequena, e, em número de quatro ou cinco abrem seus volumes potentes e tocam desde o pagode ordinário da Bahia ao também ordinário funk carioca. Vez por outra enveredam-se pelo "autêntico" forró do Wesley Safadão ou "sertanejo" idem! O mais "legal" é que, além do volume no máximo, cada qual escolhe sua "pancada" pra ouvir. Bem, ouvir parece ser uma coisa que os curtidores dessa modalidade de bestialidade não sabem. Apenas escutam! Como eles mesmo dizem, "tamo  junto e misturado"!! Com essa mistura ordinária, não poderia se esperar um comportamento bacana de quem curte. Mas o bom mesmo é sair pela cidade ouvindo os comentários. A todo instante alguém falava mal do Prefeito por "não ter feito a festa" e também os que o defendiam, sem muita convicção. Mairi é assim: uma enorme fatia da população é formada por pessoas estritamente partidárias. Se você for um goleiro Bruno ou uma Suzane Von Richthofen e se filiar a um desses partidos em Mairi, saiba que correrá o sério risco de ser eleito! Por essas e outras é que todas as cidades no entorno de Mairi estão se desenvolvendo. E também já foram retrógradas. A diferença é que o povo acordou e arregaçou as mangas! Ainda falando do Carnaval, a festa deste ano foi fraca. Mas não poderia ser diferente, diante da penúria da seca em que vivemos. O nosso Prefeito é que deu um pequeno "fora" há dias atrás, quando anunciou a programação oficial. A Justiça proibiu a realização da festa. Motivo: o município está sob efeito do decreto de Estado de Calamidade Pública, desde o ano passado. Ora, se estamos sob a vigência de um decreto desse porte, por que então gastar dinheiro com festas? O Ministério Público está coberto de razão. Também, bastaria um pouco de bom senso por parte do Prefeito. Aliás, pra que servem as Assessorias Jurídicas? O Prefeito pode alegar que não sabia desse Decreto. Ignorar certos detalhes importantes do município que vai administrar não justifica. Mas se você tem uma equipe de assessores para cuidar de coisas desse tipo, o que de fato aconteceu? Foi criado um constrangimento entre Judiciário e Executivo no mínimo desnecessário. Sem contar que os "inimigos" do Prefeito caem matando! Como em Mairi tudo é culpa do Prefeito, ontem, no finalzinho da tarde, caiu uma boa chuva na cidade. Com toda a certeza centenas de idiotas estão criticando: "Essa chuva no final da festa é culpa do Prefeito"!! 
Sobre a premiação do Desfile das Caretas:
Todo ano os organizadores pedem aos jurados para se aterem às Fantasias Originais e não nas já conhecidas. Pois bem: Os dois Bonecos de Olinda, muito bem bolados, ganharam o primeiro lugar. Merecido! O segundo lugar ficou com uma fantasia com duas pessoas vestidas de Azul e Amarelo e o terceiro lugar, dois caretas vestidos a rigor de Bananas de Pijama! Ou a coisa foi tendenciosa ou os jurados sequer sabem a diferença entre "original" e "cópia"! Como sou descrente da capacidade de muitos patrícios de raciocinar de vez em quando, prefiro crer que foi "carta marcada"! Esses personagens existem há décadas! Começaram como desenho animado na Tv e viraram febre. De originais para concurso de fantasia nos dias de hoje, não têm nadica de nada! Pode ser que, como a chuva, o resultado também tenha sido "culpa do Prefeito"! Não duvido!

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Banco do Brasil: Descanse em paz!!

Hoje fico triste. Lembro-me muito bem daquele festivo 08 de janeiro de 1976, quando o Banco do Brasil era inaugurado em Mairi. E pra meu orgulho, lá estava eu entre os funcionários da Agência, prontos para recebermos os clientes. Lembro-me bem da chegada à agência do Presidente Ângelo Calmon de Sá e a cidade em polvorosa. Bem ali, onde hoje funciona o Supermercado Monte Alegre! O maior frisson para que tudo desse certo. Fiquei uns três dias datilografando o discurso do Gerente Cézar Braga Alves. Este, perfeccionista e muito bom de oratória, volta e meia corrigia o discurso. Foi uma festa e tanto. Bons tempos em que os clientes eram super bem atendidos, apesar do volume de trabalho e de pessoas para um espaço apertado. Nada que não se pudesse dar um jeito de descontrair o cliente mais tenso, como fazia Geraldo das Mercês Silveira, no Caixa da Agência ao chamar um beneficiário do Funrural para receber seu benefício. Na hora, o cidadão, acanhado, entregava a identidade e, percebendo nervosismo do idoso, Geraldo sempre brincava pra quebrar o gelo. A mais famosa brincadeira e que realmente surtia efeito era a de dizer que "essa identidade não é do senhor não"! E o cliente, mais acanhado ainda confirmava: "Ôxe, é eu sim Sêo Gerardo! É eu..."!! Prontamente o Caixa dizia: "Não é o senhor não! Cadê o chapéu do retrato"? Só aí o cidadão entendia a brincadeira e era mais uns minutos de risadaria e descontração. Não tem como não ser saudosista. O prédio ficou pequeno demais para o volume de negócios e construiu-se um magnífico prédio. Feita a mudança, durantes uns pouquíssimos anos funcionou a contento. Aí veio o Fernando Henrique Cardoso querendo privatizar também o Banco do Brasil. Não o fez por pressão da sociedade. Mas fez pior: arrebentou o Banco, tirando-lhe as linhas de crédito que tanto beneficiaram aos clientes pequenos, notadamente os nordestinos, tão sofridos com a seca. Eram linhas de crédito com juros baixíssimos e longos prazos, com folgada carência para pagamento da primeira parcela. A principal delas era o Proterra. Daí em diante o Banco começou a descer a ladeira, rumo à insignificância e ineficiência. Primeiro, o atendimento ficou ruim porque vários funcionários foram relotados por não terem o que fazer. Os serviços diminuíram em quantidade e qualidade. Os novos funcionários, sem terem vivido o verdadeiro espírito BB e por não terem recebido o devido treinamento, distanciaram-se quilômetros da clientela, passando a existir um relacionamento formal e frio com estes. Tão frio que recentemente, na Agência de Mairi, um funcionário esmurrou um cliente  apenas por esse ter atendido um telefone que tocava há minutos sem que algum funcionário se dignasse a atender ao chamado. E fica tudo por isso mesmo! O atendimento que é de no máximo 15 minutos em dias normais, é piada. O atendimento verbal, com raríssimas exceções, satisfaz ao cliente. Nos fins de semana, "por motivo de segurança", os caixas eletrônicos ficam fechados. Mas o pior é fim e início de mês, quando se recebe o pagamento: dois três dias sem dinheiro e, quando liberam, não raro é para apenas uma máquina. Cheguei a cobrar dos vereadores que se unissem para uma cobrança mais efetiva. O Vereador Alan e outros tiveram, segundo informações que obtive, uma reunião com o Superintendente Regional em Salvador e ouviram do Dirigente que "se vocês quiserem o Banco do Brasil na sua cidade vai funcionar desse jeito. Se não quiserem, fecharemos a Agência"!! Os tempos mudaram realmente. Antes, quando um Superintendente visitava uma Agência, todo mundo ficava apreensivo. Se encontrasse alguma irregularidade ou, principalmente queixa, "o bicho pegava"! É triste constatar hoje que o Banco primeiro do Brasil, absolutamente voltado para o social e sem fins lucrativos, transformou-se num desconfortável "tamborete" com requintes de vampiro. A propaganda do Banco é a de que o Banco do Brasil é "Bom Para Todos"! Até acredito! Mas só se for para todos os "Henriques Pizzolato" que ainda infestam seu quadro funcional! É triste!

Resultado de imagem para fotos de luto
"Aqui jaz uma Instituição das mais conceituadas deste País: O Banco do Brasil"!

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

"Me libera Nêga"!!

Quando a hipocrisia predomina!!
Vivemos numa época “virada de ponta cabeça” como dizem alguns amigos meus paranaenses. O certo perdeu espaço para o totalmente errado, o bom virou o grande vilão, a decência está sendo estuprada diuturnamente em todos os segmentos da sociedade, os imbecis, cretinos e aproveitadores passam por cima dos conceitos de decência e dignidade, qual rolos compressores ladeira abaixo. É o retrato de uma sociedade absolutamente falida, justamente por permitir tão passivamente as mudanças, para pior, que lhe impuseram, sem o mínimo questionamento. E tudo começou com a balela do “resgate de uma dívida histórica dos governos..., blá, blá, blá”!! Na verdade, o que alguns queriam e conseguiram, era que a hipocrisia e a exploração do Ser Humano pelo ser humano se tornasse regra. Criaram-se as cotas nas Universidades com a desculpa de permitir o acesso dos “mais necessitados” ao Ensino Superior. Criaram o Sisu e o Fies, também para possibilitar ao aluno carente o recebimento de bolsa de estudo total ou parcial e o financiamento pelos bancos públicos e privados, dos seus estudos. Muito bonito e “justo”! Mas, por que os alunos carentes têm de pagar 50% (Cinquenta por cento) dos seus estudos ou financiar, não raro, com a humilhação de pedir para alguém avalizar seu empréstimo junto aos bancos? A resposta é simples: porque as Universidades públicas estão reservadas para os mais abastados! Todos sabemos que o vestibular das Universidades Federais é mais rigoroso e o ensino em si, também. A qualidade, apesar da atual doutrinação de esquerda, ainda vale a pena, quando tem aula! E quem pode, com os horários e Campus incertos, cursar alguma área? Certamente que o trabalhador não tem chance. A Ufba, por exemplo, tem três ou quatro Campus e no mesmo dia você pode ter aulas em locais e turnos diferentes. Aí, apenas os “filhinhos de papai” podem frequentar. Sem contar que esses “mauricinhos” se dão ao luxo de ficar de um a dois anos num cursinho e, não raro, logram êxito de aprovação na primeira tentativa. E quem ocupa as cadeiras das Federais? E o pior: o estudante carente, quando recebe uma bolsa ou financiamento, cai, não raro, em ratoeiras com o disfarce de “Faculdade”, credenciada pelo MEC. Mas o mais grave é que o MEC sabe das centenas de “Facul” funcionando a pleno vapor, sem a devida autorização. Quando resolvem agir, o estudante está se graduando mas não tem o reconhecimento do seu diploma. Desses programas do Governo Federal o único que merece respeito é o ENEM, apesar das falcatruas. Aliás, não seria “Governo” se essas se fizessem ausentes. Vemos hoje o pior momento das Universidades públicas: abandono e descaso totais, evasão de grandes pesquisadores e a degeneração nos corpos Docente e Discente. Professores (na maioria) e alunos idem, que vão para lá levantar bandeiras esquerdopatas, feministas (busguesas) fazendo xixi e cocô, peladas em sala de aula, muita droga e patifaria. Pra isso servem as nossas outrora respeitadas Universidades Federais. Não vou entrar no mérito da questão, mas se tem Feminismo, e acho que deve ter sim porque a mulher sempre foi explorada, deve ser no sentido de amparar e brigar com decência pelos seus direitos. Aí terá, o movimento, meu respeito e adesão, por entender que estão absolutamente certas. Mas de reivindicação justa a esculhambação de si próprias por si próprias, é uma piada de mau gosto, convenhamos! Um Juiz idiota do Rio de Janeiro, a pedido do movimento (avesso) feminista também do Rio, proibiu as tão tradicionais e deliciosas Marchinhas de Carnaval com conteúdo “homofóbico” e de cunho “racista”! “Olha a cabeleira do Zezé..., será que ele é? Será que ele é”? E outras que as “feministas” entendem como sendo “racistas”! E o estrupício de toga aceitou o argumento! Agora, qual a “música” que estourou pelo Brasil e até o Daniel Alves, da Seleção Brasileira de Futebol, canta? Melhor ainda: o famoso Cantor, Compisitor e intelectual Caetano Veloso fez questão de ser padrinho do autor! Pois é: estou falando da música composta por MC Beijinho, que diz o seguinte:

Eu tenho tudo aqui do mundo, nega
Que eu queria ter
Só não fico todo o tempo do mundo
Perto de você
Ô me libera nega, deixa eu te amar
Me libera nega, novinha vou te sentir
Me libera nega, vem pro Olodum
Eu vou te dar um beijo, depois vou te dar mais um
Mais um, mais um
Eu vou te dar um beijo
Depois vou te dar mais um

O engraçado é que os responsáveis pelo movimento da Consciência Negra, feministas zarolhas e outras anomalias que existem por ai, não se indignaram com a “ofensa escancarada” à mulher afrodescendente, da periferia e pobre!! Pelo contrário: o Carnaval 2017 aplaude de pé essa demonstração de “racismo puro”, que é perpetrada por um afrodescendente! (Não ouso dizer “negro”)!! A pior merda que deixamos criar asas no Brasil foram os partidos de esquerda e o tal “politicamente correto”! Esse último aleijão tornou a nossa sociedade podre e fez crescer o número de hipócritas, defensores dos “menos favorecidos”, quando estes são diuturnamente explorados por picaretas da mesma cor e do mesmo sexo!! Vou pensar duas vezes antes de chegar para a namorada e pedir: “Nêga, me dá um beijo? Depois vou te dar mais um”!! Vou nada. Vai que...! Né?
Bom Carnaval a todos sem as Marchinhas, mas com muita, mas muita hipocrisia mesmo!!


sábado, 4 de fevereiro de 2017

Câmara de Vereadores: Começaram os trabalhos!!

Ontem, por volta das 20:35 hs. aconteceu a primeira sessão da Câmara de Vereadores de Mairi, dando início aos trabalhos legislativos de 2017! Feitas as apresentações de praxe como o novo Presidente, novo Vice Presidente e os vereadores novatos, houve um bate papo, por assim dizer, onde cada um pode fazer uso da palavra. Não foi um dia de muitas cobranças, até porque a nova Gestão está apenas há 32 dias à frente do município e é normal surgirem algumas dificuldades, principalmente as de ordem técnica, visto que a equipe é nova, inclusive o Prefeito que busca se adaptar à sua nova realidade. Em gestão passada ele fora Vice mas, pelo visto, em Mairi a máxima de que "vice não manda nada", se confirma. Tivemos informações de que o Prefeito da sua chapa àquela época, Sr. Antonio Capeta, não lhe dava espaço. Pois bem: agora ele tem o espaço de 48 meses para provar que não foi à toa que se tornou um empresário de sucesso fora da sua cidade. Capacidade administrativa ele tem. Só resta saber se terá jogo de cintura para "labutar com gente", como dizia Carlos Nunes, que sempre falava: "É o diabo labutar com gente", quando algum eleitor lhe pedia algum absurdo e, por não ser atendido, lógico, saía resmungando. Espero sinceramente que ele obtenha sucesso mas aconselho-o a escolher bem os seus auxiliares. Não à toa o ex Prefeito Antonio Capeta está com alguns problemas com o TCM. Bons assessores ajudam muito uma administração. Quero também desejar aos vereadores lucidez para que não cometam os mesmos erros grotescos do passado, onde a tônica eram as trocas de "gentilezas" entre a maioria dos Edis. Ser oposição não quer dizer fechar os olhos e votar contra tudo que se apresenta. Ser oposição é discordar em alguns pontos mas reconhecer o que de positivo é apresentado. Afinal, nas legislaturas anteriores, quem era oposição votava contra tudo que o Prefeito propusesse. Idiotas que se esquecem que votos assim são contra o povo que os elegeram e não contra o Administrador. Espero que mude. Tem gente nova querendo mudança e creio que alguns dos experientes que continuam, também desejam o bem do município, apesar de alguns retrógrados. Sucesso ao Prefeito José Bonifácio Pereira da Silva, meu amigo de infância e que também por isso torço pelo sucessos da sua administração. Sucesso e harmonia na nossa Câmara de Vereadores. Vamos mudar a realidade atrasada de Mairi. Boa sorte a todos. Abaixo, algumas fotos da sessão de ontem: 

Prefeito José Bonifácio

Bancada da oposição

Presidente da Câmara Ver. José Raimundo Rios e o Prefeito

Bancada da situação desfalcada. Faltou o Vereador Roque da Luz

Galeria com bom público


Instrumentos "feitos à mão": Prestam?

Com a internet, achamos qualquer coisa nesse mundão de meu Deus! Foi através dela que fiquei conhecendo vários Luthieres (o plural tá certo?), aqueles artesãos que fabricam instrumentos musicais, um a um, num longo processo manual. São normalmente instrumentos com qualidade de fabricação e sonoridade mil vezes melhores que os produzidos em série pelas fábricas. Além disso, o cliente ainda pode escolher a madeira a ser usada, acessórios como tarraxas e captadores, desenhos em marcheteria, etc. O instrumento fica muito bonito, realmente. Mas tem uma coisa que me deixa um pouco incomodado: de uns tempos para cá, percebo que alguns Mestres Artesãos (não vou pluralizar "Luthier" porque não sei como é a coisa!!) têm dado extrema importância à aparência dos seus instrumentos: desenhos interessantes na escala, cavaletes com as mais variadas formas, "mãos" que são verdadeiras obras de arte do entalhe, etc. Mas e o som? Afinal, quando se compra um instrumento, a primeira coisa que se quer ter é o som que se imagina. Será que tanta dedicação à belezura estética do instrumento é também dedicada à sonoridade? Sinceramente, tenho cá as minhas dúvidas. E olha que um instrumento produzido pela fábrica, em média, custa de sete a oito vezes mais quando feito por um Luthier! E eu concordo com essa diferença! Já toquei em violas que pareciam amplificadas e equalizadas, tal a perfeição e o volume do som produzido em sua caixa de madeira! Quando digo que fico "velhaco" quanto à qualidade sonora, é porque conheço uma pessoa que encomendou uma viola a um certo Mestre Artesão e, quando recebeu, nosso queixo caiu diante de tanta beleza! Parecia uma "Deusa de Ébano", sem trocadilho com o material da escala! Muita linda mesmo! Aí, vamos ao teste: nos dois primeiros dias, achamos que deveria ser por causa das cordas ou "a madeira ainda não está no ponta", segundo seu dono e meu amigo. Quando, semanas depois nos demos realmente conta de que a viola era ruim de som, foi que a ficha caiu. A grande dificuldade de você conseguir comprar um instrumento lindo e muito bom de som é que são fabricados sob encomenda! É claro que a maioria dos Mestres Artesãos produz sim excelentes instrumentos! Mas é um tiro no escuro, principalmente porque envolve uma grana preta. Se um dia eu puder comprar uma viola "handmade", procurarei ou entrarei numa fila de espera pra ver se alguém desiste de ficar com o instrumento e aí o Luthier põe à venda. Desse jeito dá pra visitar o artesão e testar o instrumento sem compromisso! No mais, é procurar sempre um Luhier que tenha boas referências. O risco de você pagar por um instrumento à la Nelson Rodrigues (Bonitinho, mas ordinário) é mínimo!